Filme sobre Facebook estréia nesta sexta nos cinemas dos EUA

filme-sobre-facebook

Em pleno auge das redes sociais virtuais, “The social network”, o filme sobre o Facebook, chega nesta sexta-feira (1º) aos cinemas dos Estados Unidos cercado de controvérsia, mas destinado a se transformar em um dos sucessos do ano.

Ambição, traição e solidão são os ingredientes de uma história que nasce sem a aprovação do Facebook e do seu criador, Mark Zuckerberg, embora com o aval unânime da crítica americana.

O diretor de “O curioso caso de Benjamin Button”, de 2009, “Clube da luta”, de 1999, e “Seven – Os sete crimes capitais”, de 1995, David Fincher, apresenta sua particular tensão narrativa a uma trama que viaja em torno do suposto jogo sujo que marcou o início do Facebook e que é inspirada no livro “Bilionários acidentais”, de Ben Mezrich.

Jesse Eisenberg interpreta o personagem de Zuckerberg, retratado como um jovem universitário de Harvard com poucas habilidades sociais e muito talento informático que está disposto a tudo para conquistar seu objetivo, apesar de ele mesmo demonstrar não saber qual é.

No complexo caminho rumo ao êxito, Zuckerberg terá que tomar decisões difíceis e de ética questionável que configuram a essência de um protagonista tão fácil de admirar como de repudiar, uma visão que, claro, não é compartilhada pelo autêntico Zuckerberg, que rejeitou colaborar no filme.

“O Facebook protege muito Mark (Zuckerberg), e tem boas razões para fazê-lo”, assegurou Aaron Sorkin (da série “The west wing”), roteirista da produção.

“Tenho certeza de que o Facebook teria preferido que contássemos a história inteiramente do ponto de vista de Mark, mas esse não era o filme que queríamos fazer”, explicou Sorkin.

Postulante ao Oscar
O roteiro se apoia nas batalhas legais sobre a propriedade da rede social enfrentadas por Zuckerberg anos após criar o Facebook em seu quarto de Harvard, o que o obrigou a pagar dezenas de milhões de dólares para evitar que as disputas chegassem aos tribunais.

Apesar dos componentes reais e aspectos biográficos, “The social network” é uma produção de ficção sem pretensões de ser um documentário, construída a partir dos textos de Mezrich e da ideia central de como o Facebook foi fundado, dados recolhidos por Sorkin através de diferentes fontes públicas.

O filme, que teve pré-estreia mundial em Nova York, longe da sede do Facebook, na Califórnia, cativou os críticos americanos, que veem a produção como a primeira séria postulante a prêmios no Oscar de 2011.

“‘The social network’ é uma história impressionante que se mostra um filme esplêndido”, assegurou Kenneth Turan, do diário “Los Angeles Times”.

“Um dos filmes mais estimulantes do ano”, comentou Michael Phillips, do “Chicago Tribune”. No mesmo sentido se pronunciou Kirk Honeycutt, do “The Hollywood Reporter”, que assinalou: “É um filme que é preciso ser visto”.
“Distração”

A grande expectativa gerada pelo filme e a tremenda popularidade do Facebook no mundo todo — a rede social tem mais de 500 milhões de usuários — fazem prever um grande resultado de bilheteria para “The social network” após sua estreia nos cinemas dos EUA, em 1º de outubro.

Quem não deve ver o filme é o próprio Zuckerberg, segundo confessou recentemente o jovem multimilionário, de 26 anos, que classificou o começo de sua empresa como “bastante cansativo”.

Zuckerberg confessou, no entanto, que tinha visto parte do trailer, e o considerou “interessante”, mas qualificou “The social network” como uma “distração”.

“A história real do Facebook é que trabalhamos muito duro durante todo este tempo. Simplesmente nos sentamos em nossos computadores durante seis anos e programamos”, concluiu.

fonte: Agencia EFE


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • Abigail Peterson disse:

    Whoa – grand story,
    Is someone aware if there r cheaper SMS text message marketing services 4 shops/stores at California than 12stores.com? They only cost 9 dollars / 30 days, but my pal Edgar told me there is, unfortunately he couldn’t remember its name. l basically start to get feeling that he recalled wrongly. :-d