Estudo aponta que jovens viciados em SMS usam mais drogas e fazem mais sexo

sms

Adolescentes que enviam mais de 120 mensagens de texto por dia pelo telefone celular têm maior propensão ao uso de drogas e álcool do que aqueles que não fazem uso constante da ferramenta, segundo pesquisa divulgada pela faculdade de medicina da Case Western Reserve University.

Os autores do estudo ressaltam que não há indicação de que o hábito de enviar mais de uma centena de torpedos por dia – que eles batizaram de “hyper-texting” – leve os jovens ao sexo, bebidas e drogas. Mas, ressaltam, é curioso constatar que há uma ligação estatística entre o uso excessivo das mensagens de texto e comportamentos de risco.

O estudo, baseado em questionários preenchidos em sigilo por 4,2 mil estudantes em 20 escolas públicas da região de Cleveland, nos EUA, conclui que um em cada 5 adolescentes faz uso excessivo de torpedos. Um em cada nove passa mais do que 3 horas por dia em redes sociais como o Facebook.

Segundo os dados, jovens que enviam mais de 120 mensagens por dia têm, em média, uma chance 3,5 maior de ter relações sexuais do que aqueles que usam a ferramenta com menor frequência. Indivíduos que se enquadram nessa categoria também têm chance maior de se envolverem em brigas, fazer uso abusivo de álcool ou utilizar remédios sem indicação médica.

A pesquisa também aponta uma diferença entre os usuários de torpedos e os viciados em redes sociais: aqueles que utilizam sites por mais de 3 horas têm chances igualmente elevadas de consumo excessivo de drogas e álcool e de se envolverem em brigas com colegas, mas há uma incidência menor de relações sexuais na comparação com os que enviam mensagens de texto.

fonte: G1


Tags: , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email