Enem revela diferença entre ensino público e privado


O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2008 aponta a Bahia como o estado no qual as escolas particulares e públicas têm a maior diferença de notas.

A rede privada obteve 55,34% de média de aproveitamento, o que, se fosse considerada isoladamente, a deixaria na 8° posição entre 26 estados da federação mais o Distrito Federal. Já a rede pública alcançou 33,06%, e seria o 19° lugar. A diferença entre os resultados obtidos nas categorias é de 22,28 pontos percentuais, enquanto a média nacional ficou em 18 pontos.

No ranking da desigualdade entre as redes, o Distrito Federal vem logo após a Bahia, com uma diferença de 20,79 pontos. Considerando-se a média dos Estados da região Nordeste, a distância é de 19,3. No País, a menor diferença entre as redes foi observada em Roraima, com 9,37 pontos. Em todos os casos, o resultado é sempre favorável às escolas particulares.

Considerando-se o resultado final do exame, a Bahia ficou no 17° lugar do ranking, com a média geral de 36,79% de acertos. Esse resultado também está abaixo da média nacional, que foi de 40,54%. Os dados só levam em conta os 81.713 participantes que concluem o ensino médio em 2008 e compareceram a prova na Bahia. “Treineiros”, que só concluem o ensino médio após 2008, e egressos, que concluíram em anos anteriores, não são considerados na contagem.

O secretário estadual de Educação, Adeum Sauer, afirmou não ver surpresa nos números do Enem, que ele atribui a um processo histórico de falta de investimento na educação no Estado. “O processo educacional é longo e o resultado só é visto a longo prazo, mas estamos trabalhando para reverter esse quadro”, garantiu.

Para ele, a solução do problema passa pelo aumento dos investimentos em educação. O secretário ressalta ainda que a concentração de estudantes em escolas públicas na Bahia está acima da média nacional. “Em todo o Brasil, 19,58% dos alunos estão na rede privada, enquanto aqui são somente 7,4%”. Esse percentural representa cerca de 700 mil nas escolas públicas e 50 mil nas particulares do estado.

Redação – Como destaque positivo, Adeum Sauer aponta o resultado da prova de redação. Nesse ponto, os baianos da rede privada alcançaram a maior média do país, 68,11%, enquanto os da rede pública alcançaram 56,23%, resultado próximo á média nacional, que foi de 57,26% nesta categoria.

Já o presidente do sindicato dos professores no estado (APLB), Rui Oliveira, atribui a diferença no resultado das redes de ensino à preparação especial para os exames seletivos feita pelas escolas particulares e enfatiza problemas enfrentados pelos professores da rede estadual. “Sobrecarga de trabalho, estresse, violência escolar e déficits de profissionais para disciplinas como química, física e matemática”, indica.

Oliveira aponta ainda os cursos de aceleração como parte do problema. O mecanismo é semelhante ao supletivo, que ministra o conteúdo de vários anos em menos tempo. “O MEC aponta que a Bahia fabrica exércitos de analfabetos funcionais. Aqui se fazem os 11 anos do ensino médio e fundamental em apenas cinco”, explica.

Aluno do 3º ano do Colégio Severino Vieira, Willian Cruz atribui o resultado à falta de estrutura das escolas da rede pública. “A maioria das disciplinas não dá atenção ao vestibular”, critica. “Somente dois dos meus 43 colegas de classe se inscreveram para a Ufba”.


Tags: , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading ... Loading ...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • elizabeth martins maia santana disse:

    ola ! sou estudante de pedagogia na faculdade padão em goiania -GO e estamos preparando um seminario para discultirmos sobre a questao do ensino publico e privado .sará que vcs tem algo para me mandar nesta questao.em como montar este seminario demonstrando as diferenças atraves de algo diferente.gostaria muito de poder contar com vcs o mais rapido possivel .na verdade agente sabe quais as diferenças mais nao consigo saber em como trasferir estas informaçoes para a classe de forma diferenciada por isto gostaria de sugestoes.obrigada