Ferrari trabalha em carro que lê a mente do motorista, diz revista

ferrari

A notícia parece insólita, mas vem de uma das publicações mais respeitadas do mundo automotivo, a revista britânica Autocar.

De acordo com o correspondente alemão Greg Kable, a Ferrari está desenvolvendo sistemas capazes de monitorar os estados físico e mental de que estiver atrás do volante dos próximos carros a serem lançados pela marca italiana.

Segundo Kable, com base nas informações coletadas sobre o condutor, por meio de sensores biométricos espalhados pelo carro, o computador de bordo poderá ajustar dispositivos, como os controles de estabilidade e tração, com o objetivo de proporcionar mais segurança aos ocupantes do veículo.

Ainda de acordo com o jornalista, essas tecnologias são descritas em vários pedidos de registro de patentes protocolados pela Ferrari em agências da Europa e em várias partes do mundo.

Em um dos documentos que Kable teve acesso, a fabricante de esportivos de Maranello afirma que os condutores tendem a calcular mal – em particular, superestimar – suas habilidades na condução de um veículo de alta performance e, mais importante, equivocar-se sobre sua condição psicológica e física.

A Ferrari afirma ainda que em muitos casos, o desejo de guiar um carro de desempenho esportivo se opõe à real condição psicológica e física e à habilidade do condutor.

Os pedidos de patente da empresa descrevem a homologação de cabines de automóveis equipadas com sensores biométricos e psicométricos, não-invasivos, para gravação e transmissão de dados, além de uma série de parâmetros cujo objetivo é traçar um perfil das condições físicas e psicológicas do motorista em tempo real.

Entre estes equipamentos em estudo, há sensores para medir a respiração, a pressão sanguinea e a frequência cardíaca do condutor, além de uma câmera para monitorar a taxa de intermitência dos olhos dele e determinar seu estado de atenção.

E a lista de itens não termina por aí. Também estão previstos dispositivos para monitorar a atividade elétrica no cérebro do motorista, a temperatura corporal, e o grau de transpiração da pele.

Um diagrama mostra que todos esses equipamentos seriam instalados no teto da cabine, no painel, no volante e no banco do condutor.

O esquema também prevê um pequeno mostrador instalado no manettino, nome dado ao conjunto de controles presente no miolo do volante dos esportivos fabricados pela Ferrari.

fonte: Carsale


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email