Afastados, Carlos Alberto e Felipe não enfrentam o Flamengo

felipe-andur

As mudanças no Vasco não se resumem ao comando técnico da equipe.

Além da demissão de Paulo César Gusmão, os dois principais jogadores do elenco, Carlos Alberto e Felipe, estão na berlinda e já foram afastados do clássico de domingo contra o Flamengo. Ambos já estão avisados e nem foram a São Januário nesta sexta-feira.

Eles estão sem ambiente na Colina, e a diretoria cogita utilizá-los como moeda de troca para trazer reforços, já que ainda existe a intenção de se contratar dois meias e um atacante.

Em entrevista no início da noite ao lado de Rodrigo Caetano e de alguns vice-presidentes, Roberto Dinamite disse que a diretoria tomou esta atitude para “dar uma sacudida” no time.

O mandatário cruzmaltino não quis entrar em detalhes sobre a motivação para afastar os atletas, mas disse que “ninguém está acima da instituição”.

– Além do PC Gusmão, foram discutidas as situações do Carlos Alberto e do Felipe. Eles não estarão neste jogo e possivelmente na competição daqui para frente. Mas ainda vamos conversar melhor. É uma decisão interna que precisávamos tomar para modificar, dar uma sacudida. A instituição está acima do Roberto Dinamite e de qualquer um. Esperamos que seja uma medida positiva dentro de campo.

Carlos Alberto, de 26 anos, é o que tem mais mercado e um empréstimo é mais viável. O meia tem contrato com o Vasco até a metade de 2013. O caso de Felipe é mais complicado. Aos 33 anos, ele pode preferir, por exemplo, voltar para o mundo árabe. Outra alternativa seria uma rescisão amigável. O camisa 6 tem vínculo até o fim de 2012.

O capitão teve uma discussão áspera no vestiário com o presidente Roberto Dinamite após a derrota por 3 a 1 para o Boavista, quinta-feira, no Engenhão. Depois de sofrer com lesões em 2010 e não poder estar em campo em muitas oportunidades para ajudar o time, Carlos Alberto iniciou 2011 cheio de vontade e bem fisicamente.

Neste começo de Taça Guanabara, no entanto, repetiu o desempenho abaixo do esperado de todo o time, que perdeu para clubes de menor expressão nas três primeiras rodadas.

Criado em São Januário e Ídolo da torcida por causa das importantes conquistas, como a Liibertadores e o Brasileiro, Felipe acabou se tornando o grande símbolo do atual momento do time.

O mais perseguido pela torcida, foi muito xingado e viu seu nome pichado nos muros do clube.

Considerado improdutivo, foi substituído antes do intervalo no último jogo.

Em entrevista, disse que a reação da torcida era normal porque normalmente não dá apoio ao time nos momentos difíceis.

fonte: Fred Huber e Thiago Fernandes


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email