Restrição ao crédito já começa a surtir efeito

financiamento-carro

As medidas adotadas pelo governo para restringir o crédito de veículos no final de 2010 começaram a surtir efeito, de acordo com a Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), que apurou saldo total das carteiras de financiamento estagnado nos mesmos R$ 188,6 bilhões referentes a dezembro de 2010.

Enquanto o CDC (crédito direto ao consumidor) subiu de R$ 140,3 bilhões em dezembro para R$ 146,8 bilhões em fevereiro, o leasing registrou queda de R$ 48,3 bilhões para R$ 41,8 bilhões. “Antes tínhamos crescimento mês a mês durante o ano todo”, afirma Décio Carbonari de Almeida, presidente da Anef.

Em janeiro, o saldo total de CDC e leasing não ultrapassou os R$ 188,7 bilhões, o que indica uma mudança de cenário em relação ao ano passado.

A taxa média de juros praticada pelas associadas à Anef fechou fevereiro em 1,55% ao mês (20,27% ao ano), contra 1,42% ao mês (18,44% ao ano) em dezembro de 2010. A taxa praticada no mês anterior, janeiro de 2011, foi de 1,53% ao mês (19,99% ao ano).

Outros dois índices se mantiveram estáveis. A inadimplência acima de 90 dias para CDC segue tendência considerada positiva dos últimos meses, com um ligeiro aumento típico do início do ano por conta de pagamentos como impostos, matrículas escolares e férias.

Em fevereiro de 2011, o índice foi de 2,8%, enquanto em dezembro de 2010 era de 2,6%. Os prazos dos planos de financiamento permaneceram na média de 44 meses.

fonte: http://www2.uol.com.br


Tags: , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email