Assim como Princesa Diana, Kate não deve prometer obediência a William

prince-william-kate-middleton

Kate Middleton não vai prometer obedecer ao Príncipe William em seus votos de casamento, segundo revela o programa oficial da cerimônia.

Ao invés disso, num estilo moderno, Kate prometerá “amar, confortar, honrar e proteger” o futuro marido, seguindo o exemplo da falecida mãe do príncipe William, a Princesa Diana.

Diana também optou por não dizer que obedeceria ao Príncipe de Gales durante a cerimônia de casamento em 1981.

Kate, 29 anos, chegou à Abadia de Westminster cedo nesta quinta-feira para o ensaio final da cerimônia. Na noite de quarta-feira, ela manteve uma reunião íntima com seus pais, William e o padrinho e irmão do noivo, príncipe Harry.

Esta é a última vez que Middleton ou um membro da família real pisará na abadia antes da cerimônia, informou o palácio de St. James’s.

Os organizadores tiveram que enfrentar uma dor de cabeça diplomática quando o ministério britânico das Relações Exteriores anunciou que, em acordo com a Casa Real, retirou o convite de casamento do embaixador da Síria por considerar que sua presença seria “inaceitável” em consequência da repressão aos protestos pela democracia neste país.

“À luz dos ataques desta semana contra civis pelas forças de segurança sírias, que condenamos, o secretário do Foreign Office (William Hague) decidiu que a presença do embaixador sírio no casamento real seria inaceitável e que ele não deve comparecer”, afirma um comunicado oficial.

“O Palácio de Buckingham compartilha o ponto de vista do Foreign Office de que não se considera apropriado que o embaixador sírio compareça à cerimônia”, completa.

O embaixador da Síria em Londres, Sami Khiyami, figurava entre os 1.900 convidados do casamento, assim como todos os representantes dos países com os quais o Reino Unido mantém relações diplomáticas normais.

Uma fonte do governo comentou, na condição de anonimato, que a decisão final a respeito ficariam nas mãos de William e Kate.

A fonte também disse que a situação não era muito diferente da do embaixador da Líbia, que não foi convidado.

O príncipe herdeiro de Bahrein, Salman ben Hamad al Khalifa, por sua vez, anunciou no domingo que não participaria no casamento depois de ter seu país duramente criticado pela imprensa britânica pela repressão das manifestações pró-democráticas.

Numa mensagem reproduzida no programa da cerimônia, William e Kate afirmam estar muito comovidos pelas reações das pessoas nesse momento de preparativos para “um dos dias mais felizes de nossas vidas”.

“Estamos muito encantados que vocês se unam a nós para celebrar o que esperamos que será um dos dias mais felizes de nossas vidas”, afirmam no programa que será vendido ao público.

Junto à Abadia de Westminster, os admiradores da monarquia e do casal real continuam chegando para tentar conseguir um lugar privilegiado para acompanhar a cerimônia.

Mas os meteorologistas avisam que o casamento deverá contar com chuva, embora não muito forte.
William, de 28 anos, passou os últimos dias aparentemente relaxado, e até jogou futebol com um grupo de amigos num parque de Londres, na terça-feira. Os mais íntimos revelaram que ele confessou estar nervoso.

fonte: AFP


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email