Atriz mirim de ‘O Clone’ avalia a vida e fala da primeira vez: ‘Não pulei etapas’

carla-diaz

Quem vê a fofíssima Khadija no reprise da novela “O Clone”, talvez não consiga associar aquelas expressões meigas e espevitadas com o olhar sedutor e determinado de um mulherão.

Aos 20 anos, Carla Diaz é uma mulher feita e muito sensual, que não esquece seu lado delicado de menina. “Não pulei etapas da minha vida”, garante, entrando no assunto sexo.

“A idade (da primeira vez) não importa, mas posso garantir que não foi nada fora do normal. Ou melhor, foi, porque as meninas de hoje querem crescer logo e eu não tive essa pressa”, emenda, dando lição.

Apesar de namorar sério desde o começo de 2010 com o designer Patrick Clark, de 22 anos, a atriz ainda acha cedo para pensar em casamento. “Sonho em me casar e ter filhos, mas este sonho ainda está bem ditante”, diz.

Carla divide com a mãe, Mara, o apartamento que comprou com o próprio dinheiro, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, enquanto seu pai, Carlos, mora em São Paulo. “Pelo visto minha mãe vai me aturar por um bom tempo ainda, pois não penso em sair de casa tão cedo”, diz, aos risos.

Afirmando que Mara é sua “outra metade”, a atriz também compartilha suas experiências e sonhos com a mãe, para quem não deixou de contar sobre a primeira relação sexual.

“Minha mãe é minha melhor amiga. Ela sabe tudo a meu respeito, e aos poucos foi me colocando responsabilidades para que eu mesma percebesse que havia crescido”, explicou.

Apesar de ser filha única, ela nunca deixou que os mimos se excedessem. “Comecei a trabalhar cedo. Aos poucos meus pais me ensinaram a ir ao banco pagar contas, a comprar e vender carro. Saber o que é caro e o que é barato”, diz.

Mas tem horas em que ela vira criança novamente. “Acho que só volto a ser um bebê pra eles quando fico doente. Aí sim, volto a ter meus mimos de filha única”, conta.

Velha conhecida dos telespectadores, a loirinha começou cedo na TV, em 1994, aos dois anos. Depois de “Eramos seis”, vieram novelas importantes como “O Amor está no ar”, “Laços de família” e “Sete pecados”, além de séries e programas.

Recentementa Carla iniciou um novo trabalho como produtora teatral no espetáculo infantil “Um chorinho para Dona Baratinha”, e também estrela um seriado teen na televisão.

Da infância, guarda boas recordações, que voltam à memória ao assitir antigos trabalhos como “O Clone”, de dez anos atrás.

“Acho muito engraçado. Não consigo me imaginar fazendo aquelas carinhas engraçadas…Me divirto!”, diz, sem nostalgia.

“Vivo intensamente cada momento da minha vida e acho que é por isso que não tenho espaço para grandes saudades. Claro que quando pego uma foto minha pequena, acabo lembrando de algum momento”, conta.

fonte: EGO


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email