Conheça uma tela Super AMOLED

samsung-galaxy-s-tela-amoled

As grandes empresas de tecnologia não param de inovar e investir em estudos para melhorar seus produtos. E isso é notório nos celulares, cujas telas evoluíram absurdamente nos últimos anos. Quando a tela AMOLED se torna padrão no mercado, eis que a Samsung desenvolve a tela Super AMOLED, para se tornar a nova queridinha do mundo dos smartphones e futuros tablets. Mas você sabe como essa tecnologia funciona?

Antes de tudo, o que são telas AMOLED?
AMOLED (Active-Matrix Organic Light-Emitting Diode) é uma tecnologia que varia das telas OLED (Organic Light-Emitting Diode), que, por sua vez, são construídas com suporte na tecnologia de telas TFT.

Essa tecnologia, presente nas telas AMOLED, permite que os milhares de pixels em uma tela sejam iluminados, ou não, através de uma ativação elétrica. Através de isoladores, semicondutores e contatos metálicos do TFT, ligados diretamente a uma camada de vidro, é possível realizar uma gama de funções que vão ordenar como cada pixel deverá se comportar e em que momento ele deve brilhar.

Baseado nessa tecnologia, a OLED, seguida da AMOLED, tem como princípio básico tornar a tela do seu celular cada vez mais fina, leve e mais nítida. Uma tela AMOLED possui quatro camadas: uma de cátodo, uma orgânica, outra de circuitos TFT e uma última com substratos.

Esse conjunto permite que esse tipo de display transmita essas ordens para os pixels três vezes mais rápido do que as telas OLED comuns. Isso permite, por exemplo, ver filmes sem aqueles famosos “pulos”, mostrando mais fluidez.

Chegamos nas telas Super AMOLED
A tela Super AMOLED foi apresentada pela Samsung durante a Mobile World Congress de 2010 e os primeiros aparelhos com essa tecnologia ganharam as lojas pelo mundo nos meses seguintes.

Mas o que torna um telefone com tela Super AMOLED mais leve? Simples: a Samsung, única fabricante dessa tela até agora, conseguiu eliminar mais uma camada de vidro (e de ar), atitude que a tela AMOLED “comum” já havia conseguido anteriormente.

Eliminando uma camada de vidro e de ar, elimina-se também o número de superfícies refletoras. Acredite, a espessura do sensor de toque é de apenas 0,001 mm! Isso faz com que seja gasto menos energia para obter cores intensas e seja mais fácil obter maior nitidez. Você perceberá que não existe mais aquele “blur” na visualização de vídeos, por exemplo, e verá melhor as cores mostradas mesmo na luz intensa do sol, sem perder a qualidade.

Os primeiros aparelhos
O primeiro smartphone a ganhar uma tela Super AMOLED foi o Samsung Wave, que vem com o sistema Bada OS. Mas a tecnologia se “popularizou” (com muitas aspas) no mercado com a chegada do Samsung Galaxy S.

Testamos vários smartphones aqui no TechTudo, e a tela deste aparelho é realmente impressionante.

A evolução do Super AMOLED
As novas telas conhecidas como Super AMOLED Plus exibem 50% mais sub-pixels, o que traz ainda mais nitidez para a tela Super AMOLED. Porém, a resolução por polegada é menor. Por exemplo, uma tela 4.3 polegadas Plus, equivale a uma tela 4.0 Super AMOLED.

A Samsung já se manifestou a este respeito e disse estar produzindo uma nova tela que permite alcançar 300 ppi, a mesma resolução presente nas telas Retina Display.

A Super AMOLED Plus foi anunciada na CES 2011, junto com o primeiro celular com esta tecnologia, o Samsung Infuse 4G. Mas, com certeza, o próximo queridinho do mundo a usar essa tela será o Samsung Galaxy S II.

E os tablets?
Como o padrão adotado para os tablets são telas de 7 a 10 polegadas, o preço para a produção de uma tela Super AMOLED ainda não é viável nesses tamanhos, portanto, o Samsung Galaxy Tab 10.1, o mais recente da empresa no mercado, ainda tem tela com tecnologia TFT WXGA. De qualquer modo, com a Samsung empenhada em reduzir o preço dessa tecnologia, é só questão de tempo para aparecerem os primeiro tablets com Super AMOLED.

Celulares com tela Super AMOLED no Brasil
Ainda com preços muito altos, celulares e smartphones com tela Super AMOLED já estão disponíveis no Brasil, com preço inicial de R$ 1499,00 para o Samsung Wave desbloqueado. Este aparelho tem tela de 3,3 polegadas, processador de 1 GHz, sistema operacional Bada OS (próprio da Samsung) e pesa apenas 118g.

Já o Samsung Galaxy S é encontrado por aí pelo preço inicial de R$ 1799,00, desbloqueado. Ele tem câmera de 5 megapixels, tela de 4,0 polegadas, memória de 16 GB expansível até 32 GB com microSD e processador de 1 GHz.

Tanto o Samsung Galaxy S II quanto o Infuse 4G não têm previsão de lançamento no Brasil, pelo menos, por enquanto.

fonte: Pedro Cardoso


Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email