McAfee afirma ter descoberto a maior série de ataques hackers

hacker

Especialistas em segurança descobriram uma série de ataques hackers em redes de 72 organizações. Durante cinco anos, os criminosos invadiram sistemas da ONU, governos e empresas ao redor do mundo.

Segundo a empresa de segurança McAfee, que descobriu as invasões, esta teria sido a maior série de ataques já registrada. A companhia acredita que exista um “protagonista estatal” por trás dos ataques, mas não identificou o país, ainda que um especialista em segurança tenha afirmado que os indícios apontam para a China.

A lista de vítimas inclui os governos dos Estados Unidos, Taiwan, Índia, Coreia do Sul, Vietnã e Canadá, o Comitê Olímpico Internacional (COI) e uma série de empresas. No caso da ONU, os hackers invadiram o sistema de computação de seu secretariado em Genebra, em 2008, e operaram em silêncio na rede durante dois anos, obtendo discretamente grande volume de dados sigilosos, de acordo com a McAfee.

“Ficamos surpresos com a enorme diversidade das organizações vítimas e com a audácia dos criminosos”, afirmou o vice-presidente da McAfee Dmitri Alperovitch. A pesquisa de 14 páginas sobre os ataques foi divulgada nesta quarta-feira (3).

Origem
A McAfee descobriu a gravidade das invasões em março de 2011. A empresa afirma que as primeiras violações ocorreram em meados de 2006. Alguns dos ataques duraram apenas um mês, mas o mais o longo – contra o comitê olímpico de um país asiático não identificado – se estendeu intermitentemente por 28 meses, de acordo com a McAfee.

“Empresas e agências de governos estão sendo hackeadas e saqueadas todos os dias. Eles estão perdendo vantagens econômicas e segredos nacionais para competidores sem escrúpulos”, afirmou Alperovitch.

“Trata-se da maior transferência de riqueza de todos os tempos, em termos de propriedade intelectual”, disse. “A escala com que isso está acontecendo é muito assustador”.

Jim Lewis, especialista do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, afirmou ser muito provável que a China esteja por trás das invasões já que alguns alvos têm informações que são interessantes para o país.

Sistemas de vários Comitês Olímpicos Nacionais foram violados na preparação para os Jogos de Pequim em 2008, por exemplo. A McAfee não quis comentar sobre a possibilidade de a China ser a responsável pelos ataques.

fonte: Reuters


Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email