Fluminense pára o São Paulo e decisão fica para a última rodada

Empate em 1 a 1 impediu o hexacampeonato do Tricolor do Morumbi neste domingo. Vitória do Grêmio pressiona o líder

A festa estava armada no estádio do Morumbi. Mais de 66 mil pessoas, a maioria com bandeirinhas empunhadas e algumas até com faixa de campeão no peito, compareceram na expectativa da confirmação do hexacampeonato do São Paulo. Só não contavam que o maior carrasco do ano, o Fluminense, novamente atrapalharia os seus planos. Se o Tricolor Paulista deu adeus à Libertadores deste ano ao ser eliminado pelo xará carioca, desta vez o time das Laranjeiras conseguiu um empate em 1 a 1 na capital paulista.

Assim, a decisão do Campeonato Brasileiro de 2008 ficou para a última rodada, que promete muita emoção, já que o Grêmio venceu (e ainda rebaixou) o Ipatinga e diminuiu de cinco para três pontos a diferença em relação ao líder. No domingo que vem, o time paulista encara o Goiás, no Distrito Federal, e os gaúchos, o Atlético-MG, em Porto Alegre.

Apesar da decepção que fica no ar com a igualdade dentro de casa na penúltima rodada do Brasileirão, o São Paulo segue em situação confortável, precisando apenas de um empate diante do time esmeraldino para levantar pela sexta vez o caneco do Nacional. Já o Grêmio, para ser campeão, precisa vencer o Galo e ainda torcer por uma derrota são-paulina. Neste caso, ambos terminariam a competição com 72 pontos, mas o Tricolor gaúcho conquistaria o tricampeonato (foi campeão em 1981 e 1996) por ter mais vitórias: 21 contra 20.

Vice-campeão da Libertadores e responsável pelo pior momento do clube paulista na temporada, o Fluminense entrou em campo determinado a afastar de vez qualquer risco de rebaixamento para a Segundona. E esse empate contra o favorito ao título brasileiro faz os cariocas, enfim, respirarem aliviados.

Apenas uma improvável combinação de resultados na última rodada colocaria o Flu na Série B – isso porque o Figueirense, que poderia empatar em pontos e vitórias, tem saldo negativo de 26 contra um positivo. E mais: a equipe do técnico René Simões encara o já rebaixado Ipatinga, no Maracanã, no próximo domingo.

Borges assusta; Washington assombra

Campeonato por pontos corridos não tem final, é verdade. Mas a partida entre São Paulo e Fluminense começou como tal. Carrasco da equipe do Morumbi na Libertadores da América, o atacante Washington por pouco não abriu o placar aos 33 segundos. Após cruzamento de Arouca, ele desviou fraco e Rogério Ceni defendeu.

O susto despertou o São Paulo. Com postura de campeão, os donos da casa foram para cima dos cariocas. E foi o artilheiro Borges o responsável pelos melhores momentos de perigo. O camisa 17 começou sua série aos três minutos, quando aproveitou rebote na grande área. O chute saiu fraco e Fernando Henrique defendeu.

Aos nove, a oportunidade foi mais clara. Hernanes fez ótima jogada e colocou a bola na área para Borges, que dominou e mandou no lado de fora da rede. Cinco minutos depois, o atacante mostrou oportunismo ao aproveitar chute errado de Hernanes. Na cara do gol, ele bateu e assistiu à excelente defesa do goleiro do Fluminense.

A bola ainda “procurou” por Borges no lance seguinte, após a cobrança de escanteio, mas ele mandou de cabeça, rente à trave esquerda. Este lance antecedeu um momento ruim do São Paulo. Sem conseguir abrir o placar, os anfitriões perderem o controle da partida.

Melhor para o Fluminense, que aos 18 minutos incomodou o São Paulo novamente com Washington, travado por Rodrigo na hora do chute. Aos 25, teve ainda uma cabeçada de Luiz Alberto na trave, após cobrança de falta de Conca. Os dez minutos seguintes foram mornos. Ansioso, o time da casa caiu de produção.

Foi preciso Miranda sair da zaga para criar uma nova boa chance para o São Paulo, aos 35. Ele desarmou um adversário, trocou passe com Jorge Wagner e colocou Dagoberto em boa condição, mas o atacante mandou para fora. Hugo também teve chance de cabeça, dois minutos depois, mas desperdiçou.

Insatisfeito, o goleiro e capitão Rogério Ceni resumiu assim o que viu na primeira etapa no estádio do Morumbi:

– Poderia ser bem melhor.

Emoção de final

Muitas vezes neste Campeonato Brasileiro, o técnico Muricy Ramalho fez a diferença no intervalo. Suas broncas no time alteraram em algumas ocasiões a postura dos jogadores em campo. Mas neste domingo, no começo do segundo tempo, quem se destacou foi o técnico do Fluminense, René Simões.

O comandante do clube carioca voltou para a etapa final com Tartá no lugar de Maicon. E logo em seu primeiro lance, o meia-atacante mostrou oportunismo. Washington recebeu na grande área e chutou em cima de Rogério Ceni. No rebote, Tartá dominou, ajeitou e tocou para o fundo da rede.

Em situação complicada, principalmente por causa da vitória do Grêmio contra o Ipatinga, o líder São Paulo precisou superar o mau futebol apresentado e chegar ao empate na base da raça. E não demorou tanto. Após bola alçada na área por Jorge Wagner, André Dias dividiu de cabeça, e a bola sobrou para Borges, de virada, mandar para o fundo do gol. O chute saiu esquisito, e o goleiro Fernando Henrique, apostando no golpe de vista, apenas acompanhou a bola entrar.

O gol de empate deixou o clima favorável ao São Paulo. Empurrado pela torcida, os comandados de Muricy Ramalho iniciaram pressão, mas também deram espaços para perigosos contra-ataques, especialmente com Tartá, autor do gol carioca e que entrou na etapa final para infernizar os são-paulinos.

Aos poucos, a impaciência tomou conta do torcedor da equipe do Morumbi. E o reflexo foi o mesmo dentro de campo, com um São Paulo nervoso e sem conseguir chegar com perigo. Foi preciso novamente um zagueiro aparecer para fazer as vezes do ataque. Aos 37, André Dias acertou a trave após bola alçada na área.

No fim da partida, Rodrigo protagonizou um lance polêmico. Aos 41 minutos, ele subiu com Washington na grande área e deslocou o atacante do Fluminense. Lance bastante difícil, mas pênalti que Heber Roberto Lopes deixou passar.

Embora tivesse continuado na pressão, os anfitriões não conseguiram fazer a festa no estádio do Morumbi, como era esperado. A decisão, agora, fica para a última rodada.


Tags: , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email