Red Hot Chili Peppers fazem show histórico no Rock in Rio

Diferente da disputa por atenção que aconteceu, naturalmente, entre as atrações do Palco Mundo do Rock in Rio, o segundo dia proporcionou uma espécia de ansiedade coletiva que se transportou para as apresentações que antecederam o grande momento da noite: o show dos californianos do Red Hot Chili Peppers.

red-hot-rock-in-rio

Red Hot Chili Peppers, dez anos após uma apresentação, para muitos, morna, no Rock in Rio 2001, trouxe ao ano de 2011 um show que marca, sem dúvida, o nome da banda entre os grandes do rock mundial, definitivamente. E muito desta consolidação vem da estratégia genial de mesclar clássicos com faixas de ‘I’m with you’, álbum mais recente da banda. O resultado foi uma profusão de mãos ao alto, pés saindo do chão e aplausos fervorosos. A substituição do festejado guitarrista John Frusciante por Josh Klinghoffer, temida por muitos, não foi sentida, diga-se de passagem, muito mais pela eficiência de Josh do que por uma possível menos valia de Frusciante.

Anthony Kiedis, vocalista, roubou a cena em diversos momentos, por conta da camiseta que vestiu durante o show, em que era estampada a marca de uma cervejaria, dando muito trabalho à transmissão de TV. Mas, no bis, a emoção tomou conta da Cidade do Rock, com a homenagem que a banda fez a Rafael Mascarenhas, filho de Cissa Guimarães, morto em julho de 2010. O rapaz, fã da banda, completaria 20 anos justamente neste sábado. ‘Happy birthday, Rafa’, disse Anthony, em dado momento.

Com a generosidade do tributo, o Red Hot Chili Peppers fecha o combo que ainda reúne carisma e competência, chegando ao auge após quase 30 anos de carreira. Histórico.

Fonte:jb


Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email