STJD deve denunciar o São Paulo por infração dos gandulas contra o Flamengo

rogerio-ceni-falta

A atitude antidesportiva dos gandulas do Morumbi de esconderem as bolas de reposição atrás das placas de publicidade quando o São Paulo cobrava faltas, com o objetivo de retardar o reinício do jogo deste domingo, deve trazer consequências para o Tricolor.

Segundo o procurador do STJD, Paulo Schmitt, o clube paulista, que perdeu por 2 a 1 para o Flamengo, e os próprios funcionários poderão ser julgados por assumir conduta contrária à disciplina e à ética, regra que consta no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva.

Se condenado, o São Paulo terá de pagar uma multa de até R$ 10 mil. Já os gandulas podem pegar uma suspensão de 15 a 180 dias.

– Certamente o gandula e o São Paulo devem ser denunciados. O clube mandante é o responsável pelo trabalho dos gandulas. Já tivemos casos desse tipo. Eles também estão submetidos ao Código – disse Schmitt.

Um gandula chegou a ser expulso pelo árbitro Fabrício Neves Corrêa, após reclamação do goleiro rubro-negro, Felipe. No entanto, a prática continuou acontecendo com o outro funcionário que assumiu seu lugar. O São Paulo nega que tenha tido influência no ocorrido.

– Não existe isso. Não há nenhuma orientação nossa para que gandulas retardem a reposição de bola no Morumbi. Pelo contrário: o que vejo é isso acontecendo em outros estádios fora do estado de São Paulo – disse o vice-presidente de futebol do Tricolor, João Paulo de Jesus Lopes.

Jesus Lopes explicou que a contratação dos gandulas é feita pelo departamento administrativo, e não pelo de Futebol, e que, portanto, não tem influência nenhuma sobre o trabalho deles.

fonte: Juliano Costa e Mariana Kneipp


Tags: , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email