Versão 2012 do New Fiesta hatch chega por R$ 48.950

new-fiesta-2012

A espera foi longa. Um ano depois do lançamento do New Fiesta sedã, finalmente a Ford começa a trazer do México a versão hatchback do modelo.

Em termos de visual, o hatch (já como linha 2012) é ainda mais arrojado que a versão de três volumes. O modelo tem lanternas altas, esticadas para as laterais, além de tampa traseira e para-choque também elevados, o que garante um estilo bem agressivo.

Os preços começam em R$ 48.950, mas aí também há novidades. Ao contrário do sedã, que vinha em duas opções (ou sem airbags ou com sete bolsas), o hatch oferece um pacote intermediário.

Além do básico (sem airbags e sem ABS) e do completo (R$ 54.950, com sete airbags, bancos de couro, rodas aro 16, etc.), o New Fiesta hatch chega com uma opção intermediária, que por R$ 51.950 oferece airbag duplo, controle de estabilidade, sistema multimídia Sync, freios ABS e assistência de partida em rampa.

De acordo com a Ford, as inovações que chegam com o Fiesta hatch serão estendidas ao sedã. O controle de estabilidade é uma boa novidade do Ford. Ele auxilia no controle do carro em situações críticas de derrapagem e perda de controle, e é uma raridade nesse segmento.

Outra surpresa bem-vinda é o assistente de saída em rampa: ele mantém o veículo parado alguns instantes após o motorista soltar o pedal de freio em uma subida, dando tempo necessário para que o condutor possa acelerar, sem o risco de o veículo voltar.

Na prática, o dispositivo elimina a necessidade de se utilizar o freio de estacionamento ao parar em subidas íngremes, à espera de o semáforo abrir. O sistema multimídia Sync é outra boa nova. Até agora disponível apenas em automóveis mais caros da Ford, como Fusion e Focus, o dispositivo permite controlar ar-condicionado, som e telefonia Bluetooth por comando de voz.

Outra novidade que a partir de agora será incorporada ao sedã é o filete de leds no para-choque, que funciona como luz de posição. Envolto por uma moldura cromada, o novo acabamento confere um visual bem melhor que o existente até agora no sedã, que vinha com uma peça plástica preta. Era evidente que ali faltava algo.

Embora traga algumas novidades que devem ser estendidas ao New Fiesta sedã, ambos têm leves diferenças visuais, para preservar a identidade. É o caso da grade frontal.

Enquanto o sedã continua com grade de filetes cromados (maior sobriedade), o modelo de dois volumes chega com grade mais fechada, pintada da cor do carro (mais esportividade).

Mecanicamente, não há novidades. O motor 1.6 Sigma (115 cavalos com etanol) repetiu a boa performance do sedã. O motor de alumínio, 16 válvulas e comando duplo garante agilidade mesmo abaixo de 2.000 rpm, e vai assim até as altas rotações. Tudo com muito silêncio a bordo.

A direção elétrica é precisa, idem para a suspensão. A posição ao volante agrada. O painel é moderno e os comandos estão à mão. O espaço no banco traseiro é um pouco limitado para pessoas mais altas, por causa do teto, que cai um pouco na parte final da carroceria.

No geral, porém, o veículo agrada, e passa a ser uma referência do segmento, disputado também por modelos como VW Polo e Fiat Punto. O teste completo do modelo está na edição de outubro da revista Autoesporte.

fonte: HAIRTON PONCIANO VOZ


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

Trackbacks