Terremoto na Turquia deixa pelo menos 138 mortos e mais de 350 feridos

terremoto-turquia

O forte terremoto que atingiu o leste da Turquia neste domingo (23) já matou 138 pessoas, segundo o premiê Recep Tayyip Erdogan, durante visita à região.

As mortes ocorreram na província de Van, nas cidades de Van (93) e de Ercis (45). Mais de 350 pessoas ficaram feridas.

O número de vítimas deve aumentar, segundo o centro de gerenciamento de crises da província. Há entre 300 e 400 pessoas desaparecidas.

O abalo pode ter matado entre 500 e 1.000 pessoas, informou mais cedo o Observatório Kandilli, da Universidade do Bósforo, de Istambul, que monitora atividades sísmicas no país.

O acesso às montanhosas regiões afetadas é difícil e dificulta os trabalhos de resgate e a circulação de informações, segundo o governo.

rcis, cidade de 75 mil moradores, foi a mais afetada, segundo a TV estatal. Ela fica sobre a chamada Falha de Ercis, região bastante propensa a tremores.

Magnitude 7,3

O abalo ocorreu próximo a Tabanli, a 19 quilômetros a nordeste da cidade de Van, capital da província de mesmo nome, perto da fronteira com o Irã.

Segundo o Serviço Geológico dos EUA, o tremor teve magnitude 7,3 e localizou-se a uma profundidade de 95,4 quilômetros, às 13h41 locais (8h41 de Brasília).

As autoridades locais afirmaram que a magnitude foi de 6,6, segundo a TV privada NTV.

O vice-premiê Besir Atalay afirmou que dez prédios caíram em Van e entre 25 e 30 caíram em Ercis.

A Anatolia também relatou que houve pelo menos 20 réplicas.

O Serviço Geológico dos EUA registrou pelo menos duas fortes réplicas, de magnitude 5,6, outra de 5,1 e outra de 6, além de menores.

A TV mostrou imagens de prédio e carros destruídos, atingido por escombros, e moradores em pânico caminhando pelas ruas.

O prefeito de Van, Bekir Kaya, fez um chamado para que as pessoas mantenham a tranquilidade.

Havia congestionamentos, por conta dos moradores que tentavam deixar a cidade de carro.
saiba mais

A imprensa turca afirmou que telefonia e eletricidade sofreram cortes.

Um jornalista da agência Reuters em Hakkari, a cerca de 100 quilômetros ao sul de Van, disse que sentiu o prédio onde estava tremer por cerca de dez segundos.

Pequenos terremotos ocorrem quase diariamente na Turquia. Dois grandes terremotos em 1999 mataram mais de 20 mil pessoas no noroeste do país. Em maio, duas pessoas morreram e 79 ficaram feridas pelo tremor que sacudiu Simav, também no noroeste.

Armênia e Irã

O forte terremoto deste domingo foi sentido na capital da Armênia, Yerevan, causando prejuízos, sem informações sobre vítimas até agora.

O pânico se estendeu rapidamente entre a população de Yerevan, que tomou rapidamente as ruas carregando os bens de primeira necessidade.

Os tremores mais fortes foram sentidos na cidade de Gyumri, ao norte de Yerevan perto da fronteira com a Turquia, onde também ocorreram danos e são sentidas réplicas.

O abalo também foi sentido com força no noroeste do Irã, mas não causou vítimas nem danos consideráveis, informou a imprensa local.

Israel

O governo de Israel, por intermédio de seu ministério de Relações Exteriores, ofereceu ajuda à Turquia após o terremoto. Os países estão com relações diplomáticas estremecidas por conta do episódio da flotilha turca que tentou levar ajuda humanitária para a Faixa de Gaza em maio de 2010.

fonte: g1


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email