Pesquisa diz que quem utiliza o Twitter tem relacionamentos mais curtos

twitter

Usuários assíduos no Twitter tendem a ter relacionamentos mais curtos que os internautas não cadastrados no microblog, pelo menos, foi o que revelou uma pesquisa feita pelo site de namoro OkCupid e divulgada pelo jornal americano The Daily Beast.

De acordo com o estudo, em uma época em que os 140 caracteres estão substituindo as conversas ao telefone e “traduzindo” uma vida profissional e social em uma experiência virtual, a ideia de que nossas atenções estejam cada vez mais difusas é um conceito a se assumir.

Partindo desta perspectiva, os dados analisados concluíram que a falta de atenção não só atrapalha a capacidade produtiva no trabalho e nas tarefas de casa. Prejudica, também, o gerenciamento e o tempo gasto em um romance.

Assim como o reduzido espaço para a reflexão na rede social (140 caracteres), os usuários frequentes do microblog também parecem acabar em relacionamentos mais rápido.

“Os usuários do Twitter têm relacionamentos mais curtos”, disse Christian Rudder, co-fundador e diretor editorial do site. “A diferença é mensurável e consistente”, ressaltou.

OkCupid não é uma instituição de pesquisa, no entanto, o site tem acesso a dados fascinantes de centenas de milhares de pessoas. Cerca de sete milhões de usuários, sendo metade deles membros do site, visitam regularmente a página – maior serviço de namoro online atualmente.

Para este estudo particular, analistas de dados mapearam respostas sobre relacionamento de cerca de 833 mil usuários, com idades entre 18 e 50 anos, através de duas linhas de pesquisa: aqueles que usam o Twitter “o tempo todo” ou “todos os dias”; e os que não tem conta no site.

Os usuários frequentes no Twitter, geralmente, tiveram relacionamentos que foram de 5 a 10 % mais curtos que aqueles não cadastrados no microblog.

O que esse dado representa “é óbvio”, disse Rudder. “As pessoas que tuitam com frequência, tendem a voltar suas atenções a muitos assuntos, e acabam esquecendo o relacionamento”, concluiu.

fonte: Verônica Vasque


Tags: , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email