Ceará: Professores estaduais decidem não começar nova greve

greve-professores

Os professores estaduais votaram, em uma assembleia realizada no Ginásio Paulo Sarasate em Fortaleza, contra a deflagração de uma nova paralisação e decidiram continuar as negociações com o Governo do Estado.

No fim da assembleia, houve tumulto e os professores a favor da greve tentaram agredir professores a favor da decisão e membros do sindicato, segundo afirmou o presidente do sindicato Apeoc, Anízio Melo.

De acordo com o sindicato, cerca de oito mil professores do interior e da capital participaram da votação na manhã desta sexta-feira.

“A democracia precisa ser ainda mais respeitada quando as decisões não são vitoriosas. As agressões refletiram interesses alheios à categoria”, declarou o presidento da Apeoc ao G1.

Segundo Anízio Melo, com a votação de hoje, a campanha salarial de 2011 está encerrada. “Muitos pontos foram avançados com o Governo do Estado. As outras questões serão discutidas na campanha salarial de 2012”, completa.

No dia 11 de novembro, os professores decidiram nesta sexta-feira assembleia encerrar a greve que começou em 5 de agosto e votar para uma paralisação.

A decisão de encerrar a greve em curso e votar por uma nova deve-se ao fato de a Justiça já ter determinado por liminar, em 26 de agosto, a suspensão da greve atual e o retorno das atividades com multa diária de R$ 10.000,00 para o sindicato, caso a decisão não fosse cumprida.

Proposta do Governo
O Governo do Estado propôs um reajuste de 15% até janeiro de 2012, mais 15% de reajuste adicional para professores com mestrado e 30% para profissionais com doutorado.

Os professores querem a repercussão do piso (R$ 1.180) da categoria para os profissionais de níveis avançados.

No dia 4 de novembro, o Governo do Estado do Ceará apresentou uma nova proposta de reajuste salarial para os professores da rede estadual de ensino, que estavam com greve suspensa desde o dia 10 de outubro.

A oferta foi de reajuste de 15% até janeiro de 2011, parte concedida em novembro e outra, em 1º de janeiro.

De acordo com o Governo do Estado, o aumento atinge o salário de toda a categoria, inclusive professores temporários, aposentados e pensionistas.

Ainda conforme a proposta apresentada, professores com mestrado receberão uma gratificação adicional de 10%. Os professores com doutorado terão um aumento extra de 30%.

fonte: G1


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email