Chega às lojas nesta segunda-feira o álbum póstumo de Amy Winehouse

album-postumo-amy-winehouse

Um esperado álbum com material inédito da cantora britânica Amy Winehouse será lançado nesta segunda-feira, cinco meses após sua dramática e prematura morte aos 27 anos.

O álbum Amy Winehouse Lioness: Hidden Treasures contém 12 músicas, entre as quais estão algumas não editadas anteriormente, versões pessoais de clássicos de outros artistas e novas composições da considerada “diva do soul”.

A morte da artista de voz grave em julho, após um histórico marcado por álcool e drogas, comoveu o mundo da música, que ainda hoje lamenta sua ausência.

Com a intérprete de Rehab – seu grande sucesso – e You Know I’m No Good elevada ao olimpo póstumo do rock, os encarregados de recopilar o material desse novo álbum foram seus produtores, Salaam Remi e Mark Ronson.

Ambos trabalharam com a cantora e, após sua morte, viram um filão nas gravações que Amy realizou antes, durante e após o lançamento de seus dois únicos discos, Frank e Back to Black.

Após sua morte, Remi e Ronson perceberam que Amy deixou “uma coleção de temas que mereciam ser escutados” e que era um “verdadeiro legado” da cantora, explicou a Fundação Amy Winehouse, criada por sua família.

Entre as músicas resgatadas nesse trabalho está A Song For You, que a artista gravou quando estava sob o efeito das drogas em 2009.

A nova seleção traz também Body and Soul, que Amy gravou com o cantor americano Tony Bennett para o álbum que o veterano artista lançou em setembro.

O álbum inclui temas inéditos como Between The Cheats e Best Friends, além de Garota de Ipanema, a primeira música que Amy cantou aos 18 anos quando foi a Miami pela primeira vez para gravar com o produtor Salaam Remi.

No álbum figuram ainda Wake up Alone, a primeira música gravada para as sessões de Back to Black, Valerie e Halftime.

O lucro obtido com as vendas desse disco será destinado à Fundação Amy Winehouse, que surgiu para ajudar jovens que enfrentam problemas com álcool e drogas.

A carreira de Amy sempre foi marcada pelo sucesso comercial. Em 2003, seu álbum de estreia Frank, que vendeu 1,5 milhão de cópias, a fez concorrer aos prêmios Mercury Music, e Ivor Novello em 2004 por seu single Stronger Than Me.

O auge de sua carreira veio com Back To Black, lançado em outubro de 2006 e que não demorou a colher os frutos de um extraordinário sucesso comercial com 15 milhões de cópias vendidas.

Esse trabalho foi eleito o melhor disco do ano em 2007 e em fevereiro de 2008 fez Amy se tornar a primeira intérprete britânica a ganhar cinco Grammys.

Sua dramática morte em 27 de julho em sua casa do bairro de Candem Town, ao norte de Londres, causou um lamento coletivo na indústria musical.

Após despontar em sua breve, mas intensa carreira, na qual se tornou habitual a internação em várias clínicas de reabilitação, Amy Winehouse foi encontrada morta depois de ter ingerido uma elevada quantidade de álcool.

O fato de que a artista londrina de origem judaica estivesse em processo de desintoxicação tornou ainda mais triste a notícia.

A constante perseguição dos tabloides britânicos, que vigiavam sua vida incessantemente, e as problemáticas relações sentimentais eram constantes em sua rotina.

Seu cabelo comprido negro, sua magreza quase dolorosa, marcada por uma relação complicada com a comida, as contínuas e famosas brigas com seu namorado e seus conflitos com a Polícia apareciam com frequência nas manchetes dos jornais britânicos. 

fonte: EFE


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email