Fisco português cobra R$ 1,5 milhão de Felipão e auxiliares

felipao

A Receita Federal portuguesa está cobrando mais de 635 mil euros (R$ 1,5 milhão) do técnico Luiz Felipe Scolari e dos auxiliares Darlan Schneider e Flávio Murtosa por não terem pago impostos relativos aos rendimentos obtidos no país em 2008, revela o diário Correio da Manhã desta sexta-feira.

Segundo a reportagem, os três receberam salários da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) através de offshores (empresas localizadas em paraísos fiscais, que não possuem alta carga tributária) e não pagaram as taxas devidas ao Fisco do país ibérico.

O edital relativo à penhora, que está na 2ª seção de Finanças de Lisboa, revela que são exigidos 635.611,80 euros de Luiz Felipe Scolari, referentes ao Imposto de Renda de 2008.

O treinador era pago através de um contrato de cedência de imagem ao Banco Português de Negócios (BPN) e teria recebido as remunerações através de uma empresa com sede em Londres, a Chaterella.

Atualmente treinador do Palmeiras, Felipão trabalhou na seleção de Portugal de 2003 a 2008, tendo conquistado o vice da Eurocopa em 2004 e a quarta colocação na Copa do Mundo da Alemanha, dois anos depois. Murtosa segue como fiel escudeiro do técnico, enquanto Darlan é preparador físico do Paraná.

fonte: ESPN.com.br


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email