Sete pesquisas mostram que o celular por estar acabando com nossa mente e corpo

celulares

Encontramos com facilidade teorias que apontam terríveis riscos de saúde causados pelo celulares. Mesmo que muitas ainda precisem ser provadas, é sempre bom que tenhamos consciência delas de forma que nos policiemos no uso dos nossos aparelhos.

O Techtudo reproduziu do site Cracked uma lista com algumas das pesquisas já feitas na área que mostram que efeitos os celulares podem estar causando em seus usuários.

7. Ele pode estar te deixando impotente
Todos os celulares emitem radiação eletromagnética. O que não se sabe ainda é o que essa radiação faz com o nosso corpo.

Há alguns anos, muito se discutiu a respeito de um possível tumor cerebral causado pelo uso excessivo de celulares, mas a teoria não foi provada. Portanto, você ainda vai ouvir sobre isso e sobre muitos outros possíveis efeitos negativos do uso desses aparelhos. Atualmente se questiona o risco de impotência masculina.

A história começou quando pesquisadores da Cleveland Clinic descobriram que homens que usavam celulares por mais de quatro hras por dia, consistentemente tinham uma qualidade de esperma inferior. Os especialistas discutem que o problema pode ser causado pelo uso dos headsets.

Quando você utiliza fone de ouvido para falar ao telefone você tende a deixar o celular no bolso ou no colo. De novo, é apenas um estudo e nem sempre as condições de laboratório conseguem imitar exatamente o que se passa no corpo humano, mas vale o alerta.

6. Ele pode estar prejudicando seus filhos
Mais um estudo mostrou que mulheres que regularmente expoe seus filhos a emissões de celulares enquanto grávidas e depois da gravidez tem 50% a mais de chance de ter filhos com problemas de comportamento.

O impressionante é que não importa quanto tempo para mais ou para menos a mãe passa dando atenção direta ao filho, a diferença está mesmo no uso do telefone. Assim a teoria de que os pais que trabalham muito não dão atenção aos filhos e consequentemente eles tem problemas, cai por terra.

A teoria do celular defende que as emissões eletromagnéticas do celular estão causando um excesso de melatonina (um hormônio que regula várias funções corporais) na mãe. Isso pode afetar o metabolismo materno e prejudicar o desenvolvimento do cérebro do feto.

5. Ele pode estar destruindo os seus sentidos
Alguns anos atrás, uma equipe em Israel fez uma pesquisa expondo olhos de vacas ao tipo de calor e radiação emanado pelos telefones. Eles descobriram que se fizer isso por tempo suficiente, pequenas bolhas começam a se formar nas lentes dos olhos – um precursor da catarata.

Um ano atrás, pesquisadores da Índia fizeram a mesma coisa, apontando que o problema não era apenas que a radiação aquece seu globo ocular, mas que o olho não consegue dissipar o calor para o resto do corpo, pois ele fica acumulado.

Ainda, outro estudo revelou que usar o celular por 60 minutos por dia durante quatro anos pode ocasionar dano ouricular, o que leva a perda de audição de alta frequência. Em outras palavras, você pode não conseguir fazer sons de consoantes como S, F, T e Z.

4. Seu celular está cheio de germes
Com que frequência você desinfeta seu telefone? Você já fez isso? De acordo com Andy Felton, diretor de uma companhia de esterelização microbiótica na Inglaterra, “baseado em estudos, segurar o celular próximo da boca é tão perigoso quanto colocar seu rosto no vaso sanitário.”

Mas se você pensa que o que faz é espalhar seus próprios germes e recebê-los de volta, engana-se. Imagine um ambiente hospitalar. Um estudo em celulares de médicos e enfermeiras descobriram que 95% estavam contaminados com bactérias.

Apenas 10 % dos profissionais envolvidos no estudo admitiram limpar seu telefone durante a rotina.

3. Mensagens de texto pode estar mexendo com seu subconsciente
Não são necessários estudos muito aprofundados para concluir que um adolescente envia mais de 100 mensagens por dia. No ano passado, aproximadamente 6.1 trilhões de mensagens foram enviadas mundialmente.

Um estudo alemão descobriu que discar certos números no celular dispara uma reação subconsciente baseada na palavra que você estaria soletrando se você estivesse mandando uma mensagem. Uma reação forte o bastante para, por mais estranho que soe, afetar seu humor.

Na experiência, foram oferecidos celulares com as letras cobertas, com apenas os números visíveis. Foi pedido aos voluntários que digitassem certas sequências numéricas e dissessem o quão prazeiroza foi a atividade.

O resultado revelou que a resposta emocional dos voluntários coincidiu com a palavra que eles digitaram. Sem ver as letras, pessoas que digitaram 5683, que traduz para o Alemão como a palavra “amor”, disseram que a experiência foi mais prazeirosa do que digitar 26478 que traduz para a palavra “medo”.

2. Ele está te distraindo mais do que você pensa
Falar ao telefone distrai e pode ser perigoso enquanto dirigimos. Até aí, nada de novo, mas experimentos mostram que a situação é pior do que se imagina.

Pesquisadores da Western Washington University provaram quão drástico e ridículo esse efeito pode ser. Eles colocaram um palhaça em um uniciclo fazendo malabarismo e outras atividades de palhaço.

Depois, perguntaram aos pedestres na rua se eles tinham visto algo de particular naquele dia. Mais ou menos a metade notou o palhaço.

Não importa o que eles estavam fazendo em termos de distração – andando e falando com amigos, ouvindo o iPod, ou apenas caminhando sozinhos – foi mais ou menos a mesma taxa para todos esses casos. Todos menos os usuários de celulares. Apenas 25% das pessoas que andavam falando ao telefone notaram o palhaço.

1. Ele pode estar destruindo sua família
Graças aos celulares, maridos e esposas, namorados e namoradas nunca se separam. No escritório? Na rua? Saindo com amigos? Seu ente querido nunca está mais do que 11 dígitos de distância. Assim, você pode supor que essa constante e instantânea comunicação fortalece as relações. Não, não pode.

Pesquisas mostram a chamada “troca de humor” entre seu trabalho e sua vida pessoal. O celular acaba sendo um transportador de raiva, permitindo que você arruine o dia do seu parceiro ou parceira.

Se antigamente trabalho era trabalho e casa, hoje os homens estão carregando o escritório no bolso, para todos os lugares.

Dessa forma, se acontece um disastre no trabalho, acontece um desastre também na sua vida pessoal. A pesquisa ainda apontou que para as mulheres os problemas são em dobro. Elas não só tendem a usar os celulares para transferir problemas do trabalho para casa, mas também o telefone é um método para trazer problemas familiares para o escritório.

Uma enquete mostrou também que 20% das pessoas entrevistadas acham que perder o celular seria a mesma coisa, se não pior do que terminar um relacionamento.

Outra parte da enquete revelou que 40% de donos de iPhone renunciariam passar um tempo com seus parceiros desde que pudessem continuar com o iPhone. Para completar, 33% das pessoas preferem desistir de fazer sexo do que do celular.

fonte: Aline Carvalhal


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email