Baleia é encontrada morta em praia no RJ

baleia-morta-praia-de-rj

Uma baleia morta foi vista na manhã desta terça-feira no mar, nas proximidades da Avenida Niemeyer, na Zona Sul da cidade, segundo bombeiros do Grupamento Marítimo de Copacabana.

Uma lancha do GMar foi enviada ao local para caso seja necessário rebocar o animal. A maré arrastou o corpo do mamífero até a Praia de São Conrado, na altura do posto 13.

Em um bote, bombeiros acompanham a movimentação do animal. Eles estão aguardando a chegada de um ambientalista para receberem orientações do que fazer com a baleia.

Cerca de 50 curiosos acompanham o trabalho da corporação. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi acionado. A espécie do animal ainda não foi identificada.

De acordo com o biólogo marinho e diretor do Instituto Aqualung, Marcelo Szpilman, é difícil avaliar a espécie apenas pela foto que mostra a baleia de barriga para cima.

Segundo ele, é preciso ver outros elementos, como a dorsal e a cabeça. Mas, ele acredita que provavelmente é uma Jubarte, a baleia mais comum no nosso litoral.

Ainda conforme Szpilman, esse tipo de mamífero tem um ciclo de vida que vai de 20 a 40 anos, em geral. A causa da morte do animal também é difícil de ser identificada, mas Szpilman crê que ele já esteja em processo de decomposição:

– Há uma dobradura estranha na cauda. Além disso, a baleia está bem estufada, o que é causado pelos gases da decomposição. Se furarem o animal, vai exalar um cheiro horroroso.

Para Szpilman, a melhor opção é rebocar a baleia para o alto-mar. Segundo ele, se fosse para aproveitamento científico, o procedimento correto seria enterrar o animal para daqui a um ano desenterrar e compor os ossos do esqueleto:

– Mas, para se enterrar uma baleia, ela tem que estar recém-morta para que seja possível rebocá-la. Essa que está em estágio avançado vai arrebentar, a consistência da carne não aguentaria.

No início do mês, um vídeo com um resgate de cerca de 30 golfinhos encalhados na Prainha, em Arraial do Cabo, deu o que falar na internet.

As imagens mostram o momento em que eles se aproximam da praia e não conseguem voltar. Logo depois, banhistas se unem para devolver os cetáceos ao mar com rapidez.

A ação termina com uma salva de palmas.

fonte: O Globo


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email