Dilma visitará a Casa Branca em abril

obama-sicurso

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, dedicará o mês de abril à América Latina, já que prevê receber na Casa Branca os líderes de Brasil e México, e viajar à Colômbia para participar da Cúpula das Américas.

Já na segunda-feira (2), Obama se reunirá com o presidente mexicano, Felipe Calderón, no marco da cúpula entre os líderes dos países-membros do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta), da qual também participará o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper.

Em Washington, Obama, Calderón e Harper tratarão de crescimento econômico, energia e segurança cidadã, segundo a Casa Branca.

Em 9 de abril, uma semana depois da cúpula com Calderón e Harper, Obama receberá a presidente brasileira, Dilma Rousseff.

Para Dilma, que recebeu Obama no Brasil em março de 2011, será sua primeira visita oficial aos EUA como presidente, em passagem que estará focada em comércio, energia e negócios, segundo anteciparam os dois governos.

A situação na Síria e a forma como o Brasil poderia contribuir para reforçar a pressão internacional sobre o regime do presidente Bashar al-Assad poderá ser outro dos temas abordados por Obama e Dilma.

Segundo a Casa Branca, Brasil e EUA também querem aproveitar a ocasião para promover a integração regional às vésperas da 6ª Cúpula das Américas, que será realizada em Cartagena das Índias (Colômbia) em 14 e 15 de abril.

Obama terá que lidar em Cartagena com o debate sobre a presença de Cuba nas próximas cúpulas, depois de não ter sido alcançado um consenso para convidar a ilha ao encontro que acontecerá na Colômbia.

O único governo que manifestou abertamente sua rejeição a um convite a Cuba foi justamente o americano, para quem o país caribenho não cumpre com o requisito democrático que os participantes das Cúpulas das Américas estabeleceram em 2001.

Ao término dessa reunião, Obama se encontrará com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, para lidar com “uma ampla gama de assuntos bilaterais, regionais e globais”, de acordo com a Casa Branca.

Ambos querem analisar os avanços em torno do plano de ação adotado pela Colômbia para poder iniciar o Tratado de Livre- Comércio (TLC) bilateral, assinado em 2006 e aprovado pelo Congresso dos EUA em outubro passado.

Tanto as visitas a Washington de Calderón e Dilma como a viagem à Colômbia podem servir de respaldo a Obama para seguir contando com o apoio da comunidade latina nos EUA a pouco mais de sete meses das eleições presidenciais.

fonte: EFE


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email