Petrolíferas terão que pagar US$ 267 milhões por vazamentos de petróleo na China

vazamento-de-petroleo-china

A petrolífera americana ConocoPhillips e a estatal chinesa CNOOC deverão pagar uma indenização de 1,683 bilhão de iuanes (US$ 267 milhões) pelos vazamentos de petróleo que no meio do ano passado afetaram o mar de Bohai, no Mar Amarelo (costa norte da China), anunciaram as autoridades do país asiático.

A multa foi anunciada pela Administração Oceânica Estatal, quase um ano após um desastre ambiental que provocou grande polêmica no país pela lentidão de ConocoPhillips e CNOOC na hora de informar sobre os acidentes, que ocorreram em várias plataformas marítimas da zona.

Boa parte da sanção recai sobre a ConocoPhillips, considerada a principal responsável no caso e que, por isso, deverá pagar US$ 190,95 milhões. Já a multa da CNOOC será de US$ 76,18 milhões.

As jazidas onde aconteceram os acidentes, em junho e julho do ano passado, são propriedade conjunta da CNOOC (que possui 51% das ações) e da ConocoPhillips (dona dos 49% restantes), mas é a empresa americana quem opera as plataformas, pelo que o governo chinês a declarou a principal responsável.

As duas petrolíferas demoraram várias semanas para informar dos vazamentos, e a estatal chinesa tentou minimizar a superfície afetada, já que a princípio falou em 200 metros quadrados, em vez dos 6.200 km² que realmente foram atingidos.

Os acidentes afetaram a fauna do mar de Bohai (uma das zonas marítimas mais degradadas da China) e causaram grandes perdas aos pescadores locais.

Também houve consideráveis danos ambientais, sendo que a maré negra chegou a afetar até mesmo as cercanias do principal porto setentrional da China, em Tianjin.

fonte: EFE


Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email