Advogado diz que Carolina Dieckmann foi chantageada em R$ 10 mil por fotos

carolina-dieckman

A atriz Carolina Dieckmann foi chantageada por um mês para que fotos em que ela aparece nua não fossem divulgadas na internet, segundo informou neste sábado (5) ao G1 o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro. Por meio de e-mails, o chantageador pediu R$ 10 mil à atriz.

Diversos sites divulgaram nesta sexta-feira (4) na internet cerca de 36 fotos pessoais de Carolina, inclusive ao lado do filho de quatro anos, o que, segundo o advogado, “agrava de forma substancial o crime”.

De acordo com Castro – conhecido como Kakay, advogado criminalista que defende políticos como o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), alvo da CPMI do Cachoeira -, Carolina já tem suspeita da origem do vazamento das fotos, que estavam no computador da atriz.

“A gente tem informação de que o computador foi arrumado. Essa é uma das questões que estão sendo levantadas, mas a investigação da polícia é muito mais ampla. […] Na verdade, é uma pessoa que teve acesso ao computador e fez uma chantagem por um certo período. Ela não cedeu à chantagem e a pessoa colocou a foto lá”, afirmou Kakay.

No dia 23 de abril, a atriz revelou em sua conta no microblog Twitter a desconfiança de que alguém estivesse acessando o computador dela pela internet.

Ela escreveu: “Tô (sic) sendo constantemente hackeada, sempre segunda-feira de manhã… Que estanho, viu? Tô de olho!!!”.

O advogado vai entrar com duas ações nesta segunda-feira (7). Uma delas será inibitória, para impedir que as fotos continuem no ar, sob pena de os sites que as mantiverem pagarem multa diária de um valor a ser estabelecido. A outra ação será criminal, para apurar quem retirou as imagens do computador de Carolina e as colocou no ar.

Kakay afirmou ainda que os sites que publicaram as fotos poderão ser responsabilizados, mas ele espera que, com a abertura do inquérito, os sites se “sensibilizem” e retirem as imagens.
Segundo o advogado, “Carolina está abatida e muito chateada”.

A atriz deverá prestar depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro. As investigações deverão ser conduzidas, segundo informou o advogado, pelo delegado Gilson Perdigão. A intenção de Kakay é marcar o depoimento com “maior urgência possível, porque as coisas todas são muito graves”.

A Polícia Civil disse que ainda não foi informada formalmente, mas assim que for registrada a queixa, vai encaminhar o caso para a DRCI, onde deverá ser aberto o inquérito.

O advogado lembra que Carolina Dieckmann nunca quis posar nua, apesar de já ter recebido diversas ofertas.

“Ela nunca quis posar nua, então isso é um crime sob todos os aspectos. É uma ofensa a intimidade, no caso dela agravadíssima por ter o filho de 4 anos de idade”, disse.

fonte: Priscilla Mendes


Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email