Corinthians e Vasco duelam por vaga nas semifinais da Libertadores

danilo-e-diegosouza

Os melhores times do último Campeonato Brasileiro decidem nesta quarta-feira qual deles continuará em busca do tão sonhado título da Taça Libertadores.

Em evidência desde a temporada anterior, Corinthians e Vasco fazem, a partir das 21h50m, no Pacaembu, um jogo sem favoritos que colocará um deles entre os quatro principais clubes das Américas e poderá fazer o outro passar por um momento de instabilidade após fracasso também no estadual.

O empate sem gols em São Januário deixou a disputa aberta e a projeção de um confronto emocionante em São Paulo. Se o placar se repetir, a decisão será nos pênaltis. Qualquer outro empate dá a vaga aos cariocas, pelo critério de gols fora de casa. O vencedor avança à semifinal.

Invicto no torneio e sem sofrer gol em casa, o Corinthians se apega à força dos mais de 34 mil torcedores que lotarão o estádio.

E põe à prova um novo esquema tático, sem centroavante. Liedson, cada vez mais em baixa, foi novamente preterido para que o meia Alex atuasse avançado, como no Rio.

Já o Vasco tem na bagagem a confiança de ter eliminado o Lanús, na Argentina, nas cobranças de pênaltis. A principal esperança está na velocidade de Eder Luis para jogar nos contra-ataques e tentar surpreender.

O ganhador deste duelo tem três possibilidades para a semifinal: enfrentar o Santos (caso elimine o Vélez Sarsfield); o Fluminense (caso passe pelo Boca, e o Santos seja eliminado pelo Vélez); ou o vencedor de Universidad de Chile x Libertad (caso Vélez e Boca eliminem Santos e Flu). O regulamento prevê que dois times do mesmo país devem se enfrentar nas semifinais.

Leandro Pedro Vuaden (RS) apita a partida, auxiliado por Altermir Hausmann e Carlos Berkenbrock (ambos RS).

A Rede Globo transmite a partida para os estados de SP, RJ, MG, ES, RS, PR (menos Curitiba), SC, PE, CE, PB, SE, MA, RN, PI, AL, DF, MT, MS e Região Norte. Você acompanha também, em Tempo Real, no GLOBOESPORTE.COM.

As escalações
Corinthians: Tite optou por não fazer mudanças em relação ao empate sem gol no Rio de Janeiro. Liedson jogou mal contra o Fluminense, pelo Brasileirão, e não convenceu o treinador de que poderia voltar à equipe.

Com isso, permanece o esquema com o meia Alex mais livre na frente. A formação é a seguinte: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Emerson.

Vasco: como de costume, o técnico Cristóvão Borges não revelou qual será a formação para a partida decisiva contra o Corinthians.

Mas a tendência é que repita os titulares do empate por 0 a 0, em São Januário. Uma alternativa seria a entrada de Felipe no meio-campo, possivelmente no lugar de Juninho.

O Vasco deve começar com Fernando Prass, Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Romulo, Nilton, Juninho (Felipe) e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro.

Quem esta fora
Corinthians: Paulo André e Wallace se recuperam de cirurgias: o primeiro no joelho direito, e o segundo no tornozelo esquerdo. Edenílson sofreu uma fratura no pé esquerdo, e Ramírez foi convocado para a seleção peruana.

Vasco: Dedé continua se recuperando de um edema ósseo na perna esquerda. O atacante Carlos Tenorio sofreu uma cirurgia no tendão de Aquiles do pé direito, e o meia argentino Abelairas sente dores nas costas.

Fique de olho
Corinthians: Emerson costuma assumir a responsabilidade de decidir em partidas importantes do Timão. Na fase anterior, o atacante foi determinante na vitória por 3 a 0 sobre o Emelec, em São Paulo. Agora, é uma das grandes armas de Tite para abrir a defesa vascaína com velocidade e jogadas individuais.

Vasco: ninguém esconde que os contra-ataques serão a grande aposta para marcar o gol que pode dar a classificação no tempo normal. Por isso, Eder Luis será uma peça considerada de extrema importância. A velocidade e a habilidade do camisa 7 são trunfos vascaínos.

O que eles disseram
Tite, técnico do Corinthians: “Vamos para um jogo decisivo em que queremos ser melhores que o adversário, ganhar dentro de campo, com entrosamento e qualidade técnica. É o campeão contra o vice do último Brasileiro. Será um grande jogo mais uma vez”.

Cristóvão Borges, técnico do Vasco: “O Corinthians não tomou gol (em casa) na Libertadores. Marca muito bem.

Nosso time é ofensivo, sempre faz gols. A briga é essa. Agora é o jogo decisivo. Ou vamos fazer gol e passar, ou o Corinthians não vai tomar gol e passar”.

Ultimo confronto
Corinthians e Vasco se enfrentaram na última quarta-feira, em São Januário. Com o gramado castigado por causa da chuva, as equipes fizeram uma partida de pouca produtividade ofensiva.

Os cariocas reclamaram de um gol de Alecsandro, anulado corretamente pela arbitragem sob a alegação de impedimento.

O empate por 0 a 0 deixou em aberta a disputa pela vaga nas semifinais da Taça Libertadores.

fonte: Carlos A. Ferrari e Gustavo Rotstein


Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email