Seleção vence os EUA por 4×1 e já se prepara para Londres

jogadores-selecao-brasileira-comemoram-gol

Os Estados Unidos parecem inspirar Neymar e o técnico Mano Menezes. Nesta quarta-feira, com gols do atacante do Santos, Thiago Silva, Marcelo e Alexandre Pato, o Brasil goleou os donos da casa por 4 a 1, na FedEx Field, em Washington, e mostrou que está ganhando corpo para os Jogos de Londres.

Foi a maior vitória da Seleção sobre os americanos, mas se o ataque foi eficiente, a defesa mostrou que ainda precisa de alguns ajustes para sonhar com a inédita conquista. Torres descontou para os donos da casa.

O lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, um dos atletas com idade superior ao limite de 23 anos, foi um dos destaques da partida.

Ao lado dele, Hulk e Thiago Silva também mostraram bom futebol e largaram na frente para estarem nos Jogos de Londres. O goleiro Rafael, do Santos, fez a sua estreia com a camisa da Seleção e esteve bem, destacando-se com três belas defesas no fim do jogo.

O triunfo foi o segundo do time de Mano na série de amistosos antes da competição na capital inglesa.

No próximo domingo, o time canarinho vai encarar o México, em Dallas, às 16h (de Brasília).

Essa foi a 23ª partida de Mano no comando da Seleção. Foram 15 vitórias, cinco empates e três derrotas. Nos últimos dez compromissos, o time conquistou oito triunfos consecutivos. A Alemanha, em agosto de 2011, foi o último rival a vencer o Brasil (3 a 2).

Neymar e Thiago Silva colocam o Brasil em vantagem
O Brasil iniciou a partida desta quarta-feira marcando o adversário em cima, assim como fizera em Hamburgo, no último sábado, quando venceu a Dinamarca por 3 a 1.

Os americanos tentavam fazer o mesmo, mas não tinham a mesma eficiência. Além disso, os deslocamentos dos jogadores de meio de campo e ataque também ajudaram o time canarinho a ser melhor no início do duelo.

Aos 11 minutos, em jogada que começou na lateral direita, Leandro Damião recebeu na entrada da área e chutou. A bola desviou na mão do zagueiro Onyewu, e o árbitro assinalou pênalti para a Seleção. Na cobrança, Neymar deslocou Howard e colocou o Brasil em vantagem. Na comemoração, dancinha para a torcida.

Oscar e Hulk se aplicavam na marcação. Neymar também não era diferente. Aos 17, quase o segundo.

O meia do Internacional deu um balão para o ataque, e a bola sobrou para Damião. O atacante finalizou, mas o goleiro Howard fez a defesa. Após o lance, o arqueiro esbravejou com a sua defesa.

O Brasil seguiu melhor e foi premiado com um gol de bola parada. Neymar cobrou escanteio da esquerda, na cabeça de Thiago Silva. O zagueiro testou com força e fez o segundo do time canarinho.

A partir daí, a equipe brasileira deu uma relaxada. Os americanos passaram a ter mais posse de bola, mas sem assustar Rafael. Porém, aos 44, Johnson recebeu nas costas de Danilo e cruzou.

Thiago Silva não conseguiu cortar, e a bola sobrou para Gomez empurrar para o fundo das redes.

Brasil faz mais dois, e americanos perdem a cabeça com Neymar
Os Estados Unidos até tentaram assustar o Brasil na volta para o segundo tempo. Aos cinco, Torres arrancou a chuteira de Marcelo, que ficou irritado com o lance.

No minuto seguinte, a revolta com a falta no lance anterior se transformou em alegria com mais uma bola na rede.

Hulk recebeu na intermediária e tocou para Neymar, pelo lado esquerdo da grande área. O craque da Seleção percebeu a entrada de Marcelo e rolou para o lateral chutar de primeira para marcar o terceiro do time canarinho.

Com o gol, o time americano perdeu a compostura. Jones foi o primeiro a dar um pontapé em Neymar. Em seguida, foi a vez de Cherundolo. Era o camisa 11 pegar na bola e um dos jogadores dos Estados Unidos perder o controle com a habilidade do atacante.

No lance seguinte, Neymar fez falta em Cherundolo, e Marcelo chutou a bola no adversário. Mais uma confusão na partida, que não teve nada de amistosa.

O Brasil continuou apertando os rivais. Marcelo lançou para Neymar, que cruzou para a área. Pato, que havia acabado de entrar na vaga de Damião, chutou desequilibrado e acertou a trave.

A partir daí, os Estados Unidos passaram a assustar. Primeiro, Rafael fez duas boas defesas em sequência, depois evitou o gol dos rivais ao espalmar cabeçada de Bradley.

Os lances mostraram algumas falhas de marcação no setor defensivo, que ainda viu Bradey, novamente de cabeça, acertar o travessão. Mas nada que mudasse o resultado da partida.

No fim, aos 41, Marcelo fez um ótimo lançamento para Alexandre Pato, que dominou no peito e encheu o pé para marcar o quarto gol e selar o triunfo canarinho em Washington, com direito a torcedor invadindo o campo e sendo contido pela polícia.

fonte: Márcio Iannacca


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email