Agregador de favoritos que valia mais de R$ 400 milhões cai em desuso e é vendido por R$ 1 milhão

digg

O Digg, agregador de favoritos, que caiu em desuso, acabou de ser comprado pela empresa Betaworks por US$ 500 mil (R$ 1 milhão), na noite da última quinta-feira (12).

Por muito tempo, ele foi um dos serviços mais bem sucedidas da web – até o boom de Twitter e Facebook – e no seu auge tinha valor de mercado estipulado em cerca de US$ 200 milhões (R$ 400 milhões).

A Betaworks, uma “incubadora de tecnologia” de Nova York, anunciou a aquisição do serviço, mas o valor preciso da negociação não foi confirmado oficialmente. No entanto, o jornal The New York Times acabou revelando a quantia: exatos US$ 500 mil.

Pelo visto, a Betaworks tem planos ambiciosos para o Digg. O primeiro passo é reformular o conteúdo do site e torná-lo um complemento a outro serviço, o News.me, que tem aplicativos para iPhone e iPad.

A empresa, que também é dona do serviço de redirecionamento de URLS Bit.Ly, pretende “reinventar o Digg”, segundo o ex-diretor executivo do site, Matt Williams. E a reinvenção já começa no quadro de funcionários: ninguém que trabalha no Digg vai para a Betaworks.

Esta negociação é a prova de que, muitas vezes, o sucesso de hoje é o fracasso de amanhã, especialmente na Internet. E o caso do Digg não é, nem de longe, exclusividade da companhia. Quantas companhias que “bombavam” antigamente hoje estão em maus lençóis?

fonte: TechTudo


Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email