Mulher é estuprada na frente de marido durante assalto em Brasília

edificio-brasilia

Uma mulher de 31 anos foi estuprada na frente do marido, dentro do apartamento do casal na 703 Sul, em Brasília, na madrugada desta sexta-feira (27), durante um assalto.

Segundo familiares, dois homens armados teriam invadido a residência por volta das 4h e rendido o casal, que não tem filhos.

O marido da vítima, que não quis ser identificado, disse ao G1 que conseguiu ver o rosto de um dos bandidos. O outro estava com uma camisa cobrindo o rosto.

Ele disse que não viu o estupro, pois os bandidos colocaram um saco plástico na cabeça dele no momento do crime, mas ouviu toda a agressão, ocorrida na frente dele. Ele chegou a ser agredido com uma coronhada.

“Eles nos ameaçavam o tempo inteiro e me diziam que seu olhasse para o rosto deles iriam me matar. Eu e minha mulher vamos sair do apartamento o quanto antes e vamos procurar um lugar mais seguro para morar”, afirmou.

A irmã da mulher, Érika Nunes, afirmou que há indícios de que a dupla conhecia os hábitos do casal. “A gente suspeita que os bandidos conheciam a rotina deles, pois quando o meu cunhado estava saindo de casa para trabalhar, os bandidos já estavam na porta do apartamento”, declarou.

O marido da vítima disse que nenhuma porta do prédio foi arrombada, o que indica que eles tinham a chave do edifício.

O pai da mulher estuprada, Carlos Pinheiro, disse que vai levar o casal para ficar na casa dele, em Planaltina e vai orientar aos dois que mudem do prédio onde moram.

“O marido dela nos ligou umas cinco horas da manhã e contou que a casa havia sido roubada. Fui para a Asa Sul e, quando cheguei, eles me contaram que minha filha havia sido estuprada. É uma sensação de tristeza de muita dor nesse momento. É uma tragédia que infelizmente vamos lembrar a vida inteira.”

Os bandidos levaram o carro do casal, além de dinheiro, forno micro-ondas, celulares, aparelhos de DVD, televisão e outros objetos.

A Polícia Civil informou que a mulher foi encaminhada ao Instituto de Medicina Legal (IML) para fazer exames. A após consulta médica ela irá retornar à delegacia para contar os detalhes do crime. Agentes da 1ª Delegacia de Polícia Civil, na Asa Sul, estão à procura dos criminosos.

O marido disse que a mulher deve ser submetida a tratameto psicológico. “Essa dor é difícil de superar”, afirmou. A vítima foi levada para um hospital para tomar um conquetel contra doenças infecciosas.

Invasão
A administradora do prédio onde o casal vivia, Márcia Fares, disse ter chamado atenção o fato de os assaltantes estarem sentados no sofá que fica em uma área comum no térreo, uma espécie de recepção, esperando a vítima.

“Não houve arrombamento do portão. Eles tinham a chave ou alguém deixou o portão aberto”, acredita.

Administradora contou ao G1 que o local não tinha histórico de insegurança. “Antes do que ocorreu nesta madrugada, havia apenas o caso de um ladrão que entrou em um apartamento do primeiro andar pela janela. O morador tinha deixado a janela aberta, mas não teve uso de arma nem agressão.”

A administração do edifício solicitou a troca da fechadura do portão que dá acesso à rua. O prédio não tem porteiro ou câmeras de segurança.

Márcia Fares afirmou que o casal mora no local há mais de três anos e nunca teve problemas com a vizinhança. “É um casal jovem e muito trabalhador. Tanto que ele estava saindo para o serviço, por volta das 4h30, quando foi abordado.”

O homem, de 26 anos, é um pequeno empresário, dono de uma loja de suco. A mulher, de 32 anos, trabalha como recepcionista.

fonte: G1


Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email