A partir deste domingo os celulares já funcionam com o nono dígito na Grande São Paulo

tim-nono-digito

Os celulares dos 64 municípios da área com DDD 11 em São Paulo já funcionam com o dígito 9 no início do número na manhã deste domingo (29).

A medida foi determinada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para manter a oferta de novos números. Aplicativos para smartphones prometem facilitar a atualização da agenda de contatos.

Até o dia 7 de agosto, as chamadas sem o número 9 à frente acontecerão normalmente. A partir do dia 8, começam a ocorrer interceptações gradativas, com mensagem informando os usuários sobre a mudança. Em janeiro de 2013, os números sem o 9 serão considerados inexistentes.

De acordo com a Anatel, estavam previstas para este domingo dificuldades momentâneas na realização e recebimento de chamadas em razão da adaptação que tem de ser feita na rede de telecomunicações.

A alteração do número precisa ser registrada em um equipamento chamado HLR, que entende todas as informações sobre os usuários na rede, como sua localização e número de telefone. Algumas operadoras até mandaram mensagens para seus clientes avisando sobre as possíveis dificuldades.

O objetivo da alteração é ampliar o número de combinações. Hoje, já estão em uso ou aprovadas para a venda pela Anatel 42 milhões de linhas com DDD 11. Isso é quase a totalidade das combinações possíveis – 44 milhões.

A introdução do 9 permitirá que combinações de oito dígitos hoje disponíveis apenas para linhas fixas, ou seja, iniciadas por 2, 3, 4 e 5, sejam usadas também para os celulares. No total, o número de combinações possíveis passará para 90 milhões.

A mudança vai afetar apenas números de celular. Os telefones fixos e rádios não serão alterados. A alteração é obrigatória, gratuita e a cargo de todas as operadoras.

PERGUNTAS E RESPOSTAS:

A mudança vai atingir quais usuários?
Quem tiver número de celular com código 11 será afetado. São usuários que têm telefones celulares em 64 cidades da Grande São Paulo.

O nono dígito será adicionado aos números de todo o Brasil?
O processo de inclusão do nono dígito ocorre inicialmente apenas nos municípios do estado de São Paulo com DDD 11. A mudança deve ser ampliada para todo o Brasil, mas não há previsão.

Quando os telefones móveis no DDD 11 terão nove dígitos?
A partir de 29 de julho de 2012.

Qual é a lista das cidades com código 11?
As cidades são, segundo a Anatel: Alumínio, Araçariguama, Arujá, Atibaia, Barueri, Biritiba-Mirim, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Cabreúva, Caieiras, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Embu, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guararema, Guarulhos, Igaratá, Itapecerica da Serra, Itapevi, Itaquaquecetuba, Itatiba, Itu, Itupeva, Jandira, Jarinu, Joanópolis, Jundiaí, Juquitiba, Mairinque, Mairiporã, Mauá, Mogi das Cruzes, Morungaba, Nazaré Paulista, Osasco, Pedra Bela, Pinhalzinho, Piracaia, Pirapora do Bom Jesus, Poá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Salesópolis, Salto, Santa Isabel, Santana de Parnaíba, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Lourenço da Serra, São Paulo, São Roque, Suzano, Taboão da Serra, Tuiuti, Vargem, Vargem Grande Paulista e Várzea Paulista.

Os números dos telefones fixos também irão mudar?
Não. Continuarão com 8 dígitos.

Os números de rádio irão mudar?
Não. Os números que são usados como terminais de rádio não irão mudar.

O usuário pode optar por não incluir o 9?
Não, a mudança será automática e obrigatória.

A mudança de número custa algo?
Não, ela é gratuita e de responsabilidade das operadoras.

Será preciso incluir o nono dígito para enviar SMS?
Sim, a mudança também afeta o envio de mensagens.

Quem ligar de fixo para celular da área 11 também precisará incluir o nono dígito?
Sim. Quem ligar de qualquer telefone – seja fixo ou móvel – para um telefone móvel da área 11 terá de discar o nono dígito para que a ligação seja completada.

Como serão feitas as ligações de outros estados?
Da mesma forma como são feitas hoje, mas com a inclusão do nono dígito. Exemplo: 0 + código da operadora + 11 + 9XXXX-XXXX.

As ligações serão completadas caso não seja incluído o número 9?
Nos primeiros dez dias, serão completadas normalmente. A partir de 8 de agosto, as ligações serão interceptadas gradualmente, e o cliente receberá um aviso sobre a mudança do número.

Quando as chamadas usando os números antigos deixam de ser completadas?
As chamadas feitas para números do DDD 11 usando números com 8 dígitos não serão mais completadas 90 dias após a mudança e o assinante será orientado a usar a nova numeração. Mensagens não serão mais enviadas. O aviso deixa de ser dado em 15 de janeiro.

O cliente tem um pedido de portabilidade pendente. O que acontecerá com ele?
O processo de portabilidade acontecerá normalmente.

O que irá acontecer com os créditos do cliente quando o número for mudado?
O saldo dos assinantes, em créditos, nos telefones pré-pagos, não será alterado pela mudança da numeração.

Por que os números de celulares terão o nono dígito?
Para aumentar o número de combinações entre os números e, assim, aumentar o número de linhas possível. Na região do DDD 11 já existem 42 milhões de chips em uso ou já aprovados para venda (95% do possível).

Há previsão do uso de dez dígitos para números do DDD 11?
Não. Com o inclusão do nono dígito, ficam liberadas para celular as combinações com oito números que hoje só são usadas para fixos e que começam com 2, 3, 4 e 5, além do número 1. Com isso, as combinações possíveis chegarão a 90 milhões. O zero após o nove não será usado inicialmente para não haver confusão com as chamadas a cobrar, que começam com o “90”.

Quando ocorreu a última mudança?
Em 1998, algumas prestadoras originárias do Sistema Telebrás operavam com sete dígitos. Naquele ano, a Anatel publicou uma resolução padronizando o uso do celular no Brasil, e todas as operadores passaram a oferecer linhas com oito dígitos. A adaptação ocorreu até 2003.

As promoções feitas para conquistar clientes, como a distribuição de chips pré-pagos, é responsável por esse crescimento? É algo que deve ser mudado?
A Anatel diz não ver problema nas estratégias de distribuição de chips. Ao contrário, avalia que se enquadram na atribuição da agência de disseminar a telefonia no Brasil.

fonte: Márcio Pinho


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email