Neymar perde chance incrível, mas Brasil vence a Nova Zelândia por 3 a 0

sandro-comemora-gol-nv-olimpiadas

Destaque na vitória do Brasil por 3 a 1 sobre a Bielorrússia no último domingo, Neymar se “deu o luxo” de perder um gol incrível nesta quarta-feira contra a Nova Zelândia. Mas o lance não abalou a Seleção, que venceu sem sustos por 3 a 0 em Newcastle.

Com o resultado, o time de Mano Menezes assegurou o primeiro lugar do Grupo C (nove pontos e 100% de aproveitamento), posto que mantém o time na cidade nas quartas de final. O ponto negativo do triunfo foi a expulsão de Alex Sandro, no segundo tempo.

Danilo, Leandro Damião e Sandro marcaram para o Brasil, que poderia ter aumentado a goleada com Neymar. Na etapa final, o craque recebeu sozinho de Marcelo na área, com o gol vazio, e chutou por cima. O jogador lamentou o lance:

– Bati certo na bola – explicou o jogador para Mano.

O rival do próximo sábado no estádio St. James Park será conhecido ainda nesta quarta: o segundo colocado do Grupo D. No momento, o Japão lidera com seis pontos, seguido por Honduras (quatro), Marrocos (um) e Espanha (zero, já eliminada). Às 13h (de Brasília), dois jogos: Japão x Honduras e Espanha x Marrocos.

Em Glasgow, o Egito venceu a Bielorrússia por 3 a 0 e garantiu o segundo lugar da chave do Brasil, com seis pontos. Os gols foram de Salah, Mohsen e Aboutrika. Os europeus estão eliminados com três, enquanto a Nova Zelândia termina com apenas um. Os egípcios pegam o líder do D.

Brasil começa melhor com time misto
Mano aproveitou a classificação antecipada para poupar alguns titulares: o goleiro Neto, o volante Rômulo, o meia Oscar e os atacantes Hulk e Alexandre Pato. Ganso teria sua primeira chance desde o início, mas ficou fora por dores na coxa esquerda e pode até ser cortado dos Jogos.

O Brasil começou melhor a partida, envolvendo a Nova Zelândia com trocas rápidas de passe . Alex Sandro, que entrou no meio de campo na vaga de Oscar, era uma boa opção pelo lado esquerdo, sempre contando com o apoio do lateral Marcelo. Danilo e Sandro formavam a dupla de volantes.

Diferentemente da partida passada, Alexandre Pato ficou no banco. Leandro Damião iniciou entre os titulares. Ainda no ataque, Lucas foi escalado na vaga de Hulk, poupado por estar pendurado com um cartão amarelo. Gabriel foi o titular no lugar de Neto.

No entanto, a partir dos 13 minutos da etapa inicial, a Seleção ficou um pouco perdida. Mano Menezes passou a figurar um pouco mais na área técnica para orientar o posicionamento. Ficou incomodado por algumas vezes com a saída de bola, principalmente com erros cometidos pelo lado direito.

Enquanto Mano orientava do lado de fora, Thiago Silva buscava o acerto dentro das quatro linhas. O capitão buscou o diálogo por diversas vezes para acertar a equipe. E parece que a conversa surtiu efeito.

No lance seguinte, aos 22, Danilo tabelou com Damião, invadiu a área e tocou na saída do goleiro: 1 a 0.

Bronca em Lucas e segundo gol ainda na etapa inicial
O Brasil voltou a pressionar mais em busca do segundo gol. Mas, por vezes, pecou pelo preciosismo. Como no lance de Lucas, aos 26. O apoiador passou duas vezes pelo mesmo marcador e tentou mais uma jogada. Mano não perdoou.

– Para que mais um drible? Você já fez toda a jogada… – questionou na beira do campo o comandante canarinho.

Mesmo com a bronca, o Brasil era infinitamente melhor. Aos 29, Alex Sandro recebeu um belo passe de calcanhar de Marcelo. O jogador invadiu a área e cruzou para Leandro Damião, que só teve o trabalho de escorar para as redes. Festa e mais tranquilidade no banco de reservas.

Neymar perde gol na cara, e Alex Sandro é expulso
O Brasil precisou de apenas seis minutos para matar o jogo no segundo tempo. Marcelo cobrou falta com efeito para a área, a bola passou por dois brasileiros e sobrou para Sandro fazer o terceiro em Newcastle.

Aos 16, Neymar perdeu a chance do quarto no melhor estilo “Inacreditável Futebol Clube”: Lucas tocou para Rafael na direita, o lateral cruzou na medida para Neymar, mas, mesmo com o gol vazio, o atacante pegou mal e jogou por cima.

Outro lance inacreditável foi a expulsão de Alex Sandro. Primeiro, o jogador do Porto recebeu cartão amarelo aos 25. Seis minutos depois, o atleta simulou uma falta dentro da área e recebeu o vermelho. Mano ficou irritado com o árbitro de Gâmbia.

– Apita p… nenhuma – gritou o técnico, que não poderá contar com Alex Sandro nas quartas de final.

fonte: Márcio Iannacca


Tags: , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email