Seleção brasileira ganha de virada e garante vaga na semifinal

brasil-honduras-londres

A seleção brasileira precisou de 60 minutos para ficar na frente de Honduras no placar. E olha que, a partir dos 33min, o adversário teve um atleta expulso. Apesar do sufoco, a equipe de Mano Menezes ganhou de virada, 3 a 2, e garantiu vaga na semifinal dos Jogos Olímpicos, evitando um fiasco histórico e uma crise.

O rival de terça-feira será a Coreia do Sul, que ontem derrotou a Grã-Bretanha por 5 a 4 nos pênaltis, após empate de 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

Quem fez a diferença ontem, em Newcastle, foi Leandro Damião, que marcou dois gols, um deles inusitado, dando um carrinho para roubar a bola do zagueiro quando o gol estava vazio. No outro, girou bem na área e bateu no canto. O centroavante do Internacional ainda sofreu um pênalti, convertido por Neymar.

O astro santista voltou a ser vaiado pelos torcedores ingleses pelas frequentes quedas ao chão, mas teve papel importante no triunfo, sofrendo a falta que culminou com a expulsão de Crisanto e iniciando as jogadas dos dois gols de Damião.

JOGO
A partida deu indícios de que seria complicada logo aos 12 min. A estratégia da seleção central-americana de marcar no campo de ataque deu certo, provocando erros de passes na saída de bola do Brasil.

Após um vacilo de Thiago Silva, Espinoza, o melhor jogador hondurenho, driblou dois pela esquerda e rolou para a entrada da área. A bola sobrou no alto para Martinez, que bateu de primeira e anotou um belo gol.

O Brasil ficou nervoso. O lateral direito Rafael e os volantes Sandro e Rômulo estavam muito mal em campo, errando demais. Mano Menezes, claramente insatisfeito, mandou os reservas para o aquecimento.

Seleção que mais levou cartão amarelo na primeira fase, Honduras começou a abusar das faltas. Num intervalo inferior a um minuto, Crisanto bateu em Hulk e Neymar, levou dois amarelos e acabou expulso.

Com um a menos em campo, os hondurenhos deixaram Bengtson isolado na frente e recuaram. Aos 37min, Hulk recebeu de Neymar, superou a marcação e bateu a rasteiro, cruzado.

O zagueiro Velasquez demorou para tirar, quase em cima da linha do gol, Leandro Damião deu um carrinho e igualou o placar.

Logo aos 2min do segundo tempo, Juan falhou duas vezes. Deixou a bola quicar e não conseguiu afastá-la de cabeça no meio-campo, armando um contra-ataque hondurenho.

Espinoza recebeu pela direita, passou fácil pela marcação do próprio Juan e bateu colocado, no canto, para fazer 2 a 1.

O Brasil respondeu rapidamente. Leandro Damião caiu na área após passar por Velasquez e o árbitro assinalou pênalti.

Neymar bateu com categoria, sem chances de defesa, e empatou. Aos 14min, Neymar fez a assistência, Leandro Damião girou para cima do zagueiro na área e bateu na saída do goleiro para virar o placar: 3 a 2.

Depois foi só administrar a vantagem. Os representantes da América Central tentaram empatar em chutes de longe ou cruzamentos na área, mas o goleiro Gabriel não permitiu. Roger Espinoza, que fez a festa na zaga brasileira, ainda foi expulso aos 45min.

fonte: http://www.diariodemarilia.com.br/


Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email