Ricardo Maurício é o campeão da Stock Car em 2008

Numa corrida atribulada, marcada por acidentes, em Interlagos, o paulistano Ricardo Maurício, da equipe Medley/WA Mattheis, conquistou o primeiro título da carreira na Stock Car. Na 12ª volta, quando faltavam 18 minutos para o fim da prova, ele já podia comemorar.

ricardo mauricio

Seu companheiro de equipe, Marcos Gomes, que tivera o motor quebrado no treino de sábado e largara em penúltimo, abandonou pouco depois de tocar no carro de Luciano Burti (Sky Racing). Ricardo Maurício correu com a dianteira do Peugeot avariada.

Ele saiu em 21º e adotou uma estratégia agressiva, para logo ganhar posições. E acabou tocando duas vezes em adversários que estavam à sua frente. Mas terminou em 15º, chegando aos 287 pontos, contra 285 de Gomes.

O pior acidente foi com Beto Gresse (Nova RR), logo após a primeira volta. O carro dele tocou no de Felipe Maluhy (Terra Racing) e bateu com violência no muro do lado esquerdo da pista. O piloto saiu correndo, sem ferimentos, já com o carro – que ficou totalmente destruído – em chamas. A prova foi interrompida por cerca de 20 minutos. Quando recomeçou, novo acidente. Nonô Figueiredo (Officer Motorsport) rodou na pista e Juliano Moro (Nascar), que vinha atrás, bateu forte. Ninguém se feriu.

Marcos Gomes, que já tinha abalroado o carro de Burti na mesma confusão, chegou a ficar preso atrás de Nonô e Moro, mas conseguiu manobrar e sair. O vice-líder do campeonato foi para o boxe tentar acertar o Chevrolet. Voltou à pista para mais duas voltas e desistiu de vez. O título se confirmava então para Ricardo Maurício, vencedor de cinco etapas ao longo de 2008 e que, àquela altura, já não precisava sequer completar a corrida para ser campeão. Ele chegou em 15º e ainda somou mais um ponto na tabela de classificação, terminando o campeonato com dois de vantagem sobre o vice Marcos Gomes.

Thiago Camilo (Vogel Motorsport) venceu a corrida, com tempo de 50:18:695, e acabou em terceiro na temporada. O segundo lugar em São Paulo ficou com Ricardo Sperafico (Panasonic Racing). E o terceiro, com grande emoção, foi de Ingo Hoffmann, que fez em Interlagos a última corrida de sua carreira na Stock Car. Homenageado na véspera, o maior campeão da categoria, com 12 títulos, sentiu o gosto de estar no pódio na despedida, 29 anos depois de começar nas pistas.


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email