Após troca de tiro com PM’s, bandidos sequestram ônibus escolar no RJ

sequestro-onibus-escolar-rio

Um homem sequestrou um ônibus cheio de crianças de uma escola particular de Coelho Neto, na Zona Norte do Rio, e obrigou o motorista a levá-lo para o Morro da Pedreira, na tarde desta terça-feira.

O bandido, ainda não identificado, estava fugindo de policiais e havia acabado de invadir um Posto de Atendimento Médico (PAM) vizinho à unidade escolar, junto com um comparsa. Na ação, uma paciente do PAM foi baleada na barriga.

A mulher, identificada como Cláudia Lago de Souza, de 33 anos, está sendo operada no Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Um outro homem foi baleado de raspão na cabeça, mas não corre risco de vida.

Os dois homens estavam em fuga após um confronto com policiais do 41º BPM (Irajá). Os bandidos seguiam num Gol escuro roubado quando se depararam com os policiais, na Estrada de Botafogo.

Começou então uma troca de tiros, e os policiais passaram a perseguir a dupla de criminosos até a Rua Ouseley, onde abandonaram o veículo.

No local, um dos criminosos foi baleado. O outro seguiu a pé até o PAM de Coelho Neto, onde fez Cláudia refém. Novamente houve troca de tiros, desta vez no interior da unidade de saúde, deixando uma paciente ferida.

De lá, o bandido, ainda não identificado, pulou o muro e invadiu o colégio particular na Rua Barra Mansa, onde um grupo de crianças estava embarcando em um ônibus para uma excursão.

O criminoso entrou no veículo e, ameaçando o motorista com uma arma, o obrigou a levá-lo, sem liberar os alunos ou professores, até o Morro da Pedreira. Em um dos acessos à comunidade, ele desceu do veículo e fugiu.

– Fui obrigado a dirigir até a comunidade. Meu medo era de que a polícia viesse atrás e acontecesse um tiroteio. As professoras distraíram as crianças e elas quase não perceberam o que estava acontecendo – disse o motorista Marco Antônio Pereira, de 56 anos.

Segundo uma moradora da região, muitos tiros foram ouvidos na área.

– Estou trancada em casa com a minha neta. Estou muito assustada. Eram muitos tiros – disse ela.

Havia um desfile cívico marcado para esta manhã na rua do PAM, que deveria ficar interditada até as 14h. O caso está sendo registrado na 39ª DP (Pavuna).

Segundo o comandante do 2º Comando de Policiamento de Área (CPA), coronel Rogério Leitão, será instaurado um procedimento na corporação para apurar por que um dos policiais trocou tiros com os bandidos dentro do posto de saúde, o que acabou ferindo a paciente.

– Foi uma questão de momento, mas o ideal é que não se coloque o cidadão em risco. Na hora da ocorrência, é muito difícil fazer uma avaliação rápida. O bandido, sim, foi covarde. Ele entrou no posto, fez reféns e saiu atirando – disse o oficial.

fonte: Extra


Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email