PSDB acusa presidente Dilma de usar máquina pública para atacar adversários

dilma-rousseff-presidente

O presidente do PSDB e deputado federal, Sérgio Guerra (PE), divulgou nota neste sábado (8) na qual afirma que a presidente Dilma Rousseff usou a máquina pública para atacar adversários.

Durante pronunciamento em cadeia nacional dedicado ao Dia da Independência, Dilma classificou de “questionável” o modelo de privatizações de ferrovias adotado no passado.

Em nota, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que o partido recebeu “com entusiasmo” o pronunciamento da presidente.

O presidente tucano afirmou que os “principais representantes” do PT se valem da máquina pública “para atacar adversários, tentar reduzir o desgaste sofrido pelo avanço das condenações no julgamento do mensalão e ainda beneficiar os candidatos da base aliada nas eleições municipais deste ano”.

De acordo com Sérgio Guerra, seu partido usará “meios legais” contra a presidente e denunciará o “uso indevido e eleitoral” do pronunciamento.

Durante o pronunciamento dedicado ao Dia da Independência, exibido nesta quinta-feira (6), Dilma defendeu o plano de concessões do setor de transportes elaborado pelo seu governo e o comparou às privatizações de ferrovias promovidas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, embora não tenha feito referência direta a FHC nem ao seu partido.

“Acabamos de assinar um conjunto de medidas que vai provocar no médio e no longo prazo uma verdadeira revolução no setor de transporte”, disse a presidente.

“Ao contrário do antigo e questionável modelo de privatização de ferrovias que torrou o patrimônio público para pagar dívida e ainda terminou por gerar monopólios, privilégios, frete elevado e baixa eficiência”, afirmou durante o pronunciamento.

“A presidente Dilma se valeu da prerrogativa de convocar uma cadeia nacional de rádio e TV para atacar a política de privatizações adotada pelo governo tucano do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, como se seu governo não tivesse aderido à mesma tese para garantir a retomada do crescimento da economia brasileira e obras indispensáveis para a infraestrutura do país”, afirmou o presidente tucano.

O G1 consultou a assessoria de imprensa da Presidência sobre a declaração de Guerra e não obteve resposta.

Sérgio Guerra afirmou ainda que o PT vem registrando um “desempenho sofrível” nas eleições municipais e lembrou que a redução de tarifas de energia anunciadas por Dilma durante o pronunciamento só serão implantadas no ano que vem.

Dilma anunciou que, a partir do início de 2013, a conta de energia elétrica terá redução média de 16,2% para o consumidor doméstico e de até 28% para a indústria.

Leia a íntegra da nota do PT

Resposta do PT ao PSDB

Em referência à nota divulgada à imprensa pela direção nacional do PSDB, neste sábado, dia 8, o presidente nacional do PT, deputado Rui Falcão, informa que:

O PT recebeu com muito entusiasmo o pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff em rede nacional, principalmente quanto à decisão de reduzir as tarifas de energia elétrica. Trata-se de uma medida de grande alcance, que reafirma o seu compromisso com o crescimento da economia brasileira e a melhoria da qualidade de vida da população”.

fonte: G1


Tags: , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email