Versão final do Google Chrome

google-chrome

O Google anunciou nesta quinta-feira a 15ª atualização do Chrome, que traz uma grande novidade: o navegador não está mais em fase de testes. O fato merece ainda mais destaque considerando-se que o Google é conhecido por manter seus produtos classificados como versões de teste por muito (mas muito) tempo. O Gmail, por exemplo, mesmo tendo sido lançado em 2004 ainda é beta, como pode-se ver no logo do site.

Segundo um post publicado no blog oficial da empresa, o Chrome alcançou a marca de 10 milhões de usuários nos sete continentes em apenas 100 dias desde o lançamento da primeira versão. Sundar Pichai, gerente de produto do Google que assina o post, afirma que o “Google Chrome é um browser melhor hoje em dia graças aos usuários que fizeram seus comentários e aos muitos outros que permitiram o envio de relatórios automáticos de erros”.

Pichai cita diversas melhorias feitas no navegador nestes 100 dias. Entre elas o aguardado suporte para Favoritos, maior estabilidade e ferramentas de privacidade. Ele garante que a velocidade do browser está ainda maior, tanto para iniciar o programa quanto para abrir páginas mais leves ou aquelas com JavaScript.

Algumas questões ainda precisam ser resolvidas, no entanto. Inexplicavelmente o Chrome ainda não tem suporte para RSS, umas das mais práticas e populares formas de se acompanhar notícias, blogs e atualizações de sites em geral. Além disso, usuários de Mac e Linux ainda terão de esperar um pouco por versões para os seus sistemas.

O futuro próximo pode trazer também suporte a extensões e temas, que permitem maior personalização do browser, como já acontece no Firefox, da Mozilla. A restrição do Google às extensões é o risco de tornarem o navegador pesado, uma vez que a principal característica do produto é a sua “leveza”.

O navegador traz diversas inovações como uma forma mais livre de controlar as abas, que podem até ser “retiradas” da janela original. Ele trata cada aba como um “programa” separado, impedindo que o navegador inteiro trave caso haja problemas em um site. Além disso, ele permite a criação de atalhos na área de trabalho para sites da internet.

Um dos motivos da pressa do Google em lançar a versão final do Chrome é o interesse da empresa em negociar com fabricantes de computadores para licenciar o browser, que poderia vir pré-instalado em suas máquinas.

Quem já utiliza o Chrome terá a nova versão automaticamente nos próximos dias. Quem ainda não testou o navegador do google pode baixá-lo neste endereço: http://www.google.com/chrome/


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email