Sete razões para “Perdido em Marte” ganhar o Oscar de melhor filme

Cena do Filme Perdido em Marte

Cena do Filme Perdido em Marte

Penúltimo indicado a melhor filme da série do iG que destaca os trunfos dos concorrentes é a ficção com Matt Damon

Quando “Perdido em Marte” chegou aos cinemas no começo de outubro de 2015, ninguém esperava que a nova incursão de Ridley Scott, de “Alien – O Oitavo Passageiro” e “Blade Runner – o Caçador de Androides”, na ficção científica fosse render indicação ao Oscar de melhor filme.

Não bastasse o acachapante sucesso de público – a bilheteria ultrapassou os US$ 620 milhões – a produção estrelada por Matt Damon recebeu sete indicações ao Oscar.

No filme, o astronauta vivido por Damon – que concorre ao Oscar de melhor ator – é esquecido por seus companheiros de missão em Marte e precisa se virar para arranjar um jeito de sobreviver até que a Nasa consiga enviar outra missão ao planeta vermelho.
“Perdido em Marte”, junto de “Mad Max: Estrada da Fúria”, constituem a prova viva de que 2015 foi mesmo o ano da ficção científica. Pelo menos para o Oscar. Ainda que o filme não esteja no rol dos favoritos ao prêmio, a presença robusta no Oscar sinaliza que o gênero já não encontra mais tanta resistência na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Abaixo o iG lista sete razões para “Perdido em Marte” ganhar o Oscar de melhor filme

1 – É uma ficção científica que faz uso inteligente do humor. Seria uma maneira da academia agraciar dois gêneros considerados malditos, já que raramente prevalecem na categoria, em uma só tacada

2 – Matt Damon está indicado na categoria de melhor ator e filmes que tem seus atores indicados costumam largar com vantagem
3 – É o filme de maior sucesso de bilheteria entre os indicados
4 – Seria uma forma de fazer justiça a Ridley Scott, excluído da lista dos diretores, que viu seu “Gladiador” ser eleito o melhor filme do ano, mas não ganhou o Oscar de direção em 2001
5 – O filme tem um grande elenco recheado de bons atores como Jessica Chastain, Jeff Daniels, Chiwetel Ejiofor e Sean Bean
6 – Assim como outros concorrentes do ano, faz um elogio da “batalha pela sobrevivência”, mas o faz com muito menos gravidade e com mais leveza
7 –A história de um homem superando obstáculos físicos e emocionais costuma vingar no Oscar como atestam os triunfos de “O Discurso do Rei” e “Uma Mente Brilhante”

Fonte: Ig/Gente/Cultura


Tags: , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email