Piloto conta detalhes do acidente com Angélica e Geraldo Luís alfineta Huck

Osmar frattini conta detalhes do acidente

Osmar frattini conta detalhes do acidente

“Tapinha nas costas e panetone é muito pouco”, diz o apresentador da Record, ao mostrar as dificuldades na vida de Osmar Frattini, que não consegue voos após o ocorrido

Osmar Frattini, o piloto que em maio do ano passado fez o pouso forçado do avião em que Angélica e Luciano Huck viajavam com os filhos no Mato Grosso do Sul, desabafou sobre sua atual situação em entrevista ao programa “Domingo Show”, da Record. Ele relembra detalhes do acidente e conta que vive com dificuldades pois, apesar de autorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para continuar pilotando, não tem conseguido oportunidade de voar.

Acidente

Frattini diz como foi a viagem. “O Luciano foi atrás do copiloto, e a Angélica de mim. O avião estava se comportando normal, sem problema nenhum. De repente, a luz do filtro do motor direito acendeu, depois do esquerdo, dez segundos depois acenderam as duas e o avião perdeu potência. Luciano percebeu na hora e perguntou o problema. ‘Perdi o motor esquerdo’, avisei. Eu já estava a 3200 pés de altura, era pousar ou pousar. Quando comuniquei o pouso, Angélica disse: ‘Nós todos vamos morrer’, e eu respondi: ‘Não vou deixar ninguém morrer’”, recorda.

“Ela gritava: ‘vamos morrer, vamos morrer’. Então pensei que, desligando a aeronave, não ia ter explosão, e foi o que fiz. Quando pousamos, olhei para o meu copiloto, ele estava branco. Quando olhei para trás, estavam todos juntos. As crianças disseram: ‘tio, tio, o senhor está todo vermelho’”, continua.

Frattini disse que pediu que todos saíssem, pois ainda havia risco de explosão.

“Angélica começou a gritar: ‘meu Deus, meu Deus’, ainda dentro do avião. Pedi novamente para eles saírem. Angélica sentou, Luciano ficou com ela, e as crianças corriam para lá e para cá. Quando chegamos na fazenda, ele agradeceu: ‘obrigado por salvar minha família’.

O piloto acredita ter agido corretamente. “Não me importo com o que acham, o que fiz está certo. Pra mim foi uma fatalidade, uma surpresa o que aconteceu. Acho que a tranquilidade que mantive me ajudou a tomar a melhor decisão.

Dificuldades

Desde então, ele viu sua renda diminuir drasticamente. “Sabe como estou vivendo hoje? De empréstimos. Amigos me ajudaram no começo; hoje, ninguém me ajuda mais. Estou cortando tudo, parcelando tudo que posso. Quero ver minha filha formada, não é fácil me desfazer do que tenho para pagar a faculdade de medicina dela e de Direito do meu filho”.

Frattini se sente injustiçado. “Hoje me sinto um pássaro sem asas, estou no chão, sem voar.Nunca fiz nada de errado na aviação, acho que não mereço isso. Não quero dinheiro de graça, preciso de emprego, só quero trabalhar.”, desabafa.

A empresa de táxi aéreo em que Osmar trabalha disse ao programa que “decidiu que ele ficaria um tempo sem voar até que saísse o laudo do acidente. Isso é uma decisão da empresa. Ele é uma otima pessoa, ótimo profissional.” A investigação ainda está em andamento, mas a Anac o considera “apto a voar”.

Alfinetada

Geraldo Luís contou que Luciano Huck disse, por sua assessoria de imprensa, que tem muita gratidão por todos os envolvidos no acidente, mas que não toca no assunto pois isso traz sofrimento para sua família. E detonou o apresentador global.

“Desculpa, Luciano Huck, eu não te conheço, sei que você é um grande profissional e um grande pai de família. Posso te falar uma coisa? Era para todos estarei mortos, ou um de seus filhos, ou a Angélica, ou você. Esse cara foi um herói, qualquer outro piloto teria matado todo mundo, estariam todos carbonizados. Tapinha nas costas e panetone é muito pouco”.

Fonte: Ig Gente/Tv e novelas


Tags: , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email