Assassino confesso do cartunista Glauco é morto em prisão em GO

Morre assassino confesso do cartunista Glauco

Morre assassino confesso do cartunista Glauco

Conhecido como Cadu, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes foi autor de ao menos outros dois homicídios após caso famoso

Assassino confesso do cartunista Glauco Villas Boas, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, conhecido como Cadu, foi assassinado no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional, em Aparecida de Goiânia (GO), na manhã desta segunda-feira (4). Ele tinha 30 anos.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás, Sundfeld morreu durante uma briga com outro detento ocorrida no pátio do presídio, no momento em que os internos tomavam banho de sol.

Nilson Ferreira se apresentou à direção da cadeia e confessou ter cometido o crime em legítima defesa, usando uma arma artesanal. Uma sindicância será aberta para apurar o assassinato.

Sundfeld estava detido no Núcleo de Custódia desde 3 de setembro de 2014 por um latrocínio cometido após roubar um carro em Goiânia. Um ano antes, ele havia sido liberado de uma clínica psiquiátrica para viver em sociedade após passar quatro anos internado pelo assassinato de Glauco Vilas Boas e Raoni Vilas Boas, filho do cartunista, ocorrida em 2010, em Osasco, na Grande São Paulo.

Além do duplo-homicídio, Sundfeld, que tinha diagnóstico de esquizofrenia, foi responsável por ao menos dois assassinatos, ambos em agosto de 2014: o do agente prisional Marcos Vinícius Lemes da Abadia, de 45 anos, e o do estudante de Direito Mateus Pinheiro de Morais, de 21 anos, ambos em assaltos. Pelos crimes, Cadu foi condenado a 61 anos de prisão.

Fonte: Último Segundo/Brasil


Tags: , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email