Alvo de críticas por apoiar Dilma, Chico Buarque convoca ato contra impeachment

Alvo de críticas por apoiar Dilma, Chico Buarque convoca ato contra impeachment

Alvo de críticas por apoiar Dilma, Chico Buarque convoca ato contra impeachment

Ato apartidário que reúne escritores atores e compositores nesta quarta-feira (6) deve ter a presença do ex-presidente Lula

O compositor Chico Buarque, o ator Wagner Moura, os escritores Fernando Morais e Eric Nepomuceno e o teólogo Leonardo Boff assinam um manifesto, divulgado nesta quarta-feira (6) que convoca para um ato de repúdio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, a ser realizado na Fundição Progresso, na Lapa, centro do Rio, segunda-feira que vem, a partir das 17 horas.

Na sequência do ato, que não deverá contar com discursos de políticos, será realizado um segundo evento, do lado de fora da casa de espetáculos, com a presença aguardada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se ele vier, será a primeira vez que tomará parte de uma manifestação anti-impeachment no Rio.

A ausência de falas de políticos no ato de artistas, do qual devem participar os compositores João Bosco e Aldir Blanc e os atores Paulo José, Marieta Severo, Dira Paes, Gregorio Duvivier, José de Abreu, Sílvia Buarque, Chico Diaz e Enrique Diaz, será para marcar o caráter apartidário, que, conforme diz o manifesto não é de endosso ao governo Dilma.

“Muitos de nós vivemos, aqui e em outros países, o fim da democracia. Todos nós, de todas as gerações, vivemos a reconquista dessa democracia. Defendemos e defenderemos, sempre, o direito à crítica, por mais contundente que seja, ao governo – a este e a qualquer outro. Mas, acima de tudo, defendemos e defenderemos a democracia reconquistada (…) Que isso que tentam agora os ressentidos da derrota e os aventureiros do desastre não custe o futuro dos nossos filhos e netos”, afirma o texto.

Eric Nepomuceno disse que está em curso no País “um golpe branco”.

“Não é a favor do governo, da Dilma, do PT, é contra o que nós consideramos um ‘golpe branco’. Vai ter gente que votou na Dilma que está arrependida, que fez campanha para a Marina (Silva)”, disse o escritor. Há três semanas, a Fundição, que tem capacidade para 5.000 pessoas, já havia abrigado um encontro da classe teatral contra o impeachment.

Fonte: Último Segundo/Política


Tags: , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email