Caças russos fazem voo rasante sobre destróier dos Estados Unidos

Caças russos fazem voo rasante sobre destróier dos Estados Unidos

Caças russos fazem voo rasante sobre destróier dos Estados Unidos

Jatos Sukhoi SU-24 sobrevoaram navio mais de dez vezes; incidente aconteceu em águas internacionais no Mar Báltico

Imagens gravadas por um celular mostram o voo rasante de dois caças russos sobre um navio da Marinha dos Estados Unidos. Os jatos Sukhoi SU-24 sobrevoaram a embarcação mais de dez vezes em duas ocasiões diferentes no início desta semana.

O sobrevoo, que aconteceu em águas internacionais no Mar Báltico, foi visto pelos EUA como uma tentativa de intimidação. Como os jatos não tinham armamento, o destróier decidiu não revidar.

Para uma fonte do governo americano, a iniciativa russa foi “um dos atos mais agressivos da memória recente”. As manobras foram “inseguras, potencialmente perigosas” e “poderiam ter causado um acidente”, disseram as autoridades americanas em um comunicado.

Ondas
Em dado momento, os caças estiveram a apenas nove metros da embarcação, provocando ondas ao redor do barco.

A Rússia pode ter violado o acordo de 1970 destinado a prevenir incidentes perigosos no mar, mas não está claro se os Estados Unidos vão fazer uma denúncia formal. Um helicóptero russo que registrava fotos também sobrevoou o barco em sete momentos.

Clique no link abaixo e assista ao vídeo:
Caças russos fazem voo rasante sobre destróier dos EUA
O destróier Donald Cook estava realizando exercícios de aterrissagem com um helicóptero quando as aeronaves russas sobrevoaram o navio, segundo um comunicado do Comando Europeu dos Estados Unidos. As operações aéreas foram suspensas até os aviões deixarem a área.

Preocupação
No dia seguinte, um helicóptero russo KA-27 realizou voos em círculos perto do destróier. A aeronave não respondeu aos alertas de segurança em inglês nem em russo.

“Estamos muito preocupados com as manobras aéreas inseguras e não profissionais da Rússia”, disse o comunicado do governo americano.

“Essas ações têm o potencial de fazer escalar desnecessariamente as tensões entre os países e poderiam resultar em um erro de cálculo ou um acidente, deixando feridos ou mortos”, acrescentou a nota.

Fonte: Último Segundo/mundo/BBC BRASIL


Tags: , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email