Tecnologia pode converter seu braço em um sensor tátil, aumentando telas

Tecnologia pode converter seu braço em um sensor tátil, aumentando telas

Tecnologia pode converter seu braço em um sensor tátil, aumentando telas

Dispositivo chamado “Skintrack” tem dois componentes: um anel que emite sinais e uma pulseira com sensores; entenda

A tela inteligente é muito pequena para seus dedos? Você pensa que poderiam fazer uma bem maior? Pois, agora, criaram uma tecnologia que poderá converter seu braço em um grande touchpad. As informações são do Expasión.

Os cientistas americanos do Grupo de Interfaces Futuras da Universidade Carnegie Mellon, na Pensilvânia, inventaram uma nova tecnologia que converte a pele em um sensor tátil. “Os dispositivos “wearable” (vestíveis) – como relógios inteligentes – estão cada vez mais viáveis como plataformas de computação, porém, seu pequeno tamanho limita a experiência do usuário”, afirmaram os responsáveis pela criação.

O grupo quer resolver o problema das telas minúsculas com extensões na própria pele do usuário. Assim, o dispositivo chamado “Skintrack” tem dois componentes: um anel que emite sinais e uma pulseira com sensores. A tecnologia usa eletrodos que monitoram e acompanham os movimentos do dedo (que leva o anel). Assim, quando o dedo toca a pele, manda um sinal elétrico de alta frequência ao braço do usuário. O dispositivo, por sua vez, usa o corpo humano como uma espécie de conduto elétrico.
Quando se move o dedo sob a pele, o sistema calcula sua posição com base na distância dos eletrodos. A tecnologia funciona também através de roupas. Apesar de poder soar perigoso, a tecnologia é segura e já é usada em outras áreas, incluindo tecnologias médicas.
O Skintrack reconhece todos os sinais típicos das telas touch, incluindo tocar, deslizar e desenhar. No vídeo de demonstração da tecnologia, os cientistas mostram que, ao desenhar uma letra “N” o dispositivo já lança aplicativos de notícias, enquanto que a letra “S” coloca-o no silencioso.
“Nosso método é compacto, não invasivo, de baixo custo e de baixo consumo”, afirmou o grupo. “Imaginamos que a tecnologia poderá se integrar aos relógios inteligentes”, finalizou.

Fonte: Último Segundo/Tecnologia


Tags: , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email