PT oficializa candidatura de Fernando Haddad à reeleição em São Paulo

PT oficializa candidatura de Fernando Haddad à reeleição em São Paulo

PT oficializa candidatura de Fernando Haddad à reeleição em São Paulo

Estiveram presentes no evento o candidato a vice Gabriel Chalita (PDT) e o ex-presidente Lula; Haddad recebeu uma carta de apoio de Dilma Rousseff

Com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT oficializou neste domingo (24) a candidatura do prefeito Fernando Haddad à reeleição na convenção do diretório municipal do partido, em São Paulo. O candidato a vice-prefeito será Gabriel Chalita (PDT), ex-secretário municipal de educação.
Estavam presentes na Quadra do Sindicato dos Bancários, no Centro de São Paulo, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, o presidente nacional da CUT, Wagner Freitas, e os presidentes dos partidos que compõem a coligação Mais São Paulo: PCdoB, PDT, PR e PROS.

Para o ex-presidente Lula, esta será a eleição municipal mais difícil que o PT já disputou em São Paulo. “O Haddad cometeu o pecado de não fazer propaganda das coisas que ele fez. A gente tem que fazer propaganda, sim. Se a gente não comunica ao povo nossos feitos, as pessoas não ficam sabendo das coisas extraordinárias que nós fazemos”, disse. Lula também demonstrou preocupação com o pouco espaço que Haddad terá na TV. “Temos poucos minutos. Vamos lutar nos debates”.
Ao lado de Rui Falcão, Paulo Fiorilo, líder do PT na Câmara Municipal, aproveitou para atacar os adversários de Haddad: “Tem candidato por aí que mudou de sigla porque queria integrar um partido ético, mas se aliou ao partido [do deputado afastado e ex-presidente da Câmara dos Deputados] Eduardo Cunha”. Fiorilo também cutucou o empresário João Doria, que sugeriu privatizar as ciclofaixas caso seja eleito.

Carta de Dilma

A presidente afastada Dilma Rousseff afirmou, em carta enviada ao prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que “o Brasil golpista e o Brasil democrático estarão duelando na eleição de outubro em São Paulo”. Dilma não esteve presente na convenção municipal do PT, mas enviou o documento para o candidato à reeleição municipal.
“O Brasil mesquinho e o Brasil generoso com os mais pobres e historicamente excluídos irão se enfrentar nas eleições para prefeito e vereadores de São Paulo”, escreve Dilma. “Felizmente, na luta pela igualdade, a justiça e a democracia estarão muito bem representados na candidatura à reeleição do nosso prefeito Fernando Haddad”.

Para a presidente afastada, Haddad é uma grande liderança na política brasileira e “a face mais brilhante de uma nova e competente geração de administradores”, afirmando que a reeleição do petista será o atributo mais importante que a cidade de São Paulo poderá prestar a si mesma.

“Como desejo o melhor a São Paulo, só posso almejar que você, meu amigo Fernando, tenha muito sucesso em sua campanha. A sua vitória será a vitória da democracia em seu sentido mais pleno de inclusão, civilidade e justiça”, finaliza Dilma.


Tags: , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email