Metade dos brasileiros que querem ir à faculdade depende de financiamento

Metade dos brasileiros que querem ir à faculdade depende de financiamento

Metade dos brasileiros que querem ir à faculdade depende de financiamento

Pesquisa divulgada pela Associação Brasileira Mantenedora de Ensino Superior mostrou que estudantes dependem do Fies e ProUni

Pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Mantenedora de Ensino Superior (ABMES) mostrou que cerca de metade dos brasileiros interessados em cursar nível superior depende de programas como Fies e ProUni para ter acesso à faculdade – os programas federais sofreram severos cortes nos últimos anos.
O levantamento, realizado com mil pessoas de 18 a 30 anos nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis, Salvador, Fortaleza, Manaus, Recife e Belém, também revelou que a maior parte das famílias não tem condições de pagar mensalidades de uma instituição de ensino superior particular.
Daqueles que disseram ter planos de cursar a faculdade, 57,9% afirmaram tentar o ingresso por meio do ProUni, enquanto 50,3% vão buscar o Fies para pagar as mensalidades.
Hoje, dos 7,8 milhões de alunos em ensino superior , 75% estão nas instituições privadas”, disse Janguiê Diniz, diretor-presidente da ABMES.

A conclusão é reflexo da alta concorrência por vagas em universidades públicas. Segundo a pesquisa, 81% dos entrevistados querem ingressar em um curso de graduação nos próximos três anos, e 78,6% deles disseram não ter problema em prestar vestibulares de faculdades privadas.

“O Brasil é um dos países do mundo que tem uma das piores participações de vagas públicas no ensino superior, em torno de 24%. É uma vergonha em relação a toda América Latina”, afirmou Luciano Mendes Faria Filho, coordenador do projeto “Pensar a Educação, Pensar o Brasil”.

Profissões

O levantamento mostrou ainda que os cursos com mais procura pelos entrevistados são das áreas Biológicas, Humanas e Exatas.

Medicina lidera o ranking de graduações pretendidas, com 12,7% da preferência dos estudantes. Direito vem logo em seguida, com 11,1%, e Engenharia fecha a relação – 10,9% dos jovens gostariam de se tornar engenheiros.

As três profissões, porém, estão entre as mais concorridas nos vestibulares das faculdades. Na Fuvest de 2015, prova seletiva para ingressar na Universidade de São Paulo (USP), medicina era a segunda com maior relação candidato-vaga.

Fonte: Último Segundo/Educação/Ig.Publicidade


Tags: , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email