Chuva, pneu furado ou buracos? Saiba como reagir ao volante

carro-chuva

Apesar de dirigir com todo o cuidado, prestar atenção e seguir a sinalização, o caminho do motorista está sujeito a surpresas o tempo todo. Algumas vezes esses imprevistos podem ser um tanto desagradáveis. Em razão disso, ao se deparar com uma situação diferente é preciso reagir com rapidez e, ao mesmo tempo, com a calma necessária. Para conseguir essa proeza, um pouco de informação ajuda, e bastante.

Uma situação que pega muita gente de surpresa é a aquaplanagem. Com a pista molhada uma fina camada de água pode se formar entre os pneus e o solo. Essa camada faz com que o carro perca o contato com o chão e assim o automóvel pode deslizar sem controle algum do motorista. Em geral a aquaplanagem pode ocorrer acima dos 50 km/h, mas conforme o volume de água já pode interferir no controle do carro mesmo aos 30 km/h. Manter os pneus em boas condições ajuda a evitar esse imprevisto.

Mas se você se deparar com uma condição dessas, o melhor a fazer é tirar o pé do acelerador gradativamente. Não pise na embreagem, é de extrema importância manter o veiculo engrenado, principalmente nessa situação. Não pise no freio nem vire o volante bruscamente. É importante manter o carro em linha reta. Ao perceber que o carro está perdendo o contato com o solo, alivie o pé do acelerador e vire suavemente a direção para direita e par esquerda até sentir que o contato com chão foi restabelecido.

Uma derrapagem também é situação que amedronta motoristas. Nos carros com tração nas rodas dianteiras a tendência é sair de frente, ir reto em uma curva, por exemplo. Se acontecer isso com você, não pise no freio, tire o pé do acelerador e gire o volante para dentro da curva com a intenção de retomar a trajetória da pista.

Já nos automóveis com tração nas rodas traseiras a tendência é sair de traseira, ou seja, a parte dos fundos do carro escorrega para o lado de fora da curva. Nesse caso tire o pé do acelerador e gire o volante para o lado contrário da curva até que o automóvel recupere a trajetória e fique reto para a curva.

Lembre-se que qualquer carro pode sair de frente ou de traseira. Se for a frente que desgarrar vire o volante para a curva. Se for a traseira que desgarrar vire o volante para o lado contrário. Em qualquer condição retome a aceleração de forma gradativa.

Outra situação mais corriqueira na vida dos motoristas são os buracos. Sempre presentes nas estradas e nas cidades, é importante desviar deles sim, mas tomando o devido cuidado para não comprometer a segurança. Velocidades elevadas dificultam uma eventual necessidade de desvio e também pode comprometer o controle do carro. Por isso, algumas vezes é melhor ter uma roda amassada ou um pneu estourado do que descer barranco abaixo. Se perceber que não vai conseguir desviar de um buraco, mantenha o volante reto e não pise bruscamente no freio. Só o fato de aliviar o acelerador já ajuda.

Se ao passar por um buraco o pneu estourar ou esvaziar com o carro em movimento, não pise no freio. Provavelmente a direção vai puxar para um dos lados, mas tenha calma e procure manter o veiculo em linha reta. Tire o pé do acelerador e deixe o carro perder velocidade. Quando tiver o controle do carro indique a parada de emergência e saia para o acostamento. Lembre-se que muitas vezes um pneu furado pode ser uma cilada, assim procure encostar o carro em local que julgue ser seguro, mesmo que tenha que andar um pouco mais com velocidade reduzida.

Uma boa dica é, após pegar um buraco e não tiver o pneu furado ou estourado, faça uma inspeção para verificar se não surgiu uma bolha ou alguma rachadura. Se acontecer isso, mantenha esse pneu no estepe, ou nas rodas traseiras.


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • beto disse:

    boas resta aos motoristas nunca dirigirem com chuva,como dirigem no seco,tem que diminuir a velocidade e redobrar a atençao.as dicas sao muito