Rio Grande do Norte solicita Forças Armadas por mais 30 dias para conter ataques

Rio Grande do Norte solicita Forças Armadas por mais 30 dias para conter ataques

Rio Grande do Norte solicita Forças Armadas por mais 30 dias para conter ataques

Onda de violência nas cidades teve início no dia 28 de julho, após a instalação de bloqueadores de celulares na Penitenciária de Parnamirim, Natal

Após mais uma madrugada de ataques criminosos, o governo do Rio Grande do Norte solicitou na manhã desta segunda-feira (15) a permanência das Forças Armadas por mais 30 dias. Em ofício enviado ao presidente interino Michel Temer (PMDB), o governador Robinson Faria (PSD) pediu ainda a liberação de efetivo extra para atuar na cidade de Mossoró.

O prazo para o efetivo federal se retirar do Estado termina nesta terça-feira, 16. No entanto, o governo teme a volta dos ataques. No bairros do Bom Pastor e de Felipe Camarão, um caminhão e um carro foram incendiados.

Conforme levantamento feito pela Secretaria de Segurança Pública (Sesed), até a última sexta-feira (12) 114 atos criminosos em 40 cidades potiguares foram registrados desde o início dos ataques. Até o momento, 110 pessoas já foram presas por suspeitas de envolvimento nos crimes.
A onda de violência nas cidades teve início no dia 28 de julho, após a instalação de bloqueadores de celulares na Penitenciária de Parnamirim, na Grande Natal. Em resposta à ação do governo, vários ataques a ônibus, carros, prédios da administração pública e base militares foram registrados.

Uma facção de dentro do presídio reivindica a autoria dos ataques , o que levou o governo do Estado a apelar para tropas nacionais encaminharem efetivo para conter a onda de violência.

No Estado, aproximadamente 1.200 militares (920 do Exército, 220 da Marinha e 60 da Aeronáutica) foram encaminhados para ajudar no efetivo.

Fonte: Último Segundo/Brasil/Estadão


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email