O plano do Google para evitar que o Estado Islâmico recrute jovens pela internet

O plano do Google para evitar que o Estado Islâmico recrute jovens pela internet

O plano do Google para evitar que o Estado Islâmico recrute jovens pela internet

Gestado dentro do Jigsaw, espécie de think thank até antes conhecido como Google Ideas, projeto existe há um ano e foi batizado de Redirect Method


Uma das características que diferencia o grupo autodenominado Estado Islâmico de outras organizações extremistas é sua habilidade de usar redes sociais e recrutar novos combatentes pela internet.
Mas, para evitar isso, o Google criou uma iniciativa que, em vez de rastrear potenciais ameaças, pretende mudar a mente de quem está considerando se radicalizar.
Gestado dentro do Jigsaw, uma espécie de think thank do Google até recentemente conhecido como Google Ideas (Google Ideias), o projeto existe há um ano e foi batizado de Redirect Method (método de redirecionamento, em tradução livre).
Usando uma combinação de algoritmos do Google e a plataforma de vídeo YouTube, o Redirect Method disponibiliza anúncios customizados juntamente com resultados obtidos ao buscar palavras-chave e frases que, segundo o Jigsaw, refletem interesse pelo EI.
Esses anúncios redirecionam os usuários a canais do YouTube em árabe e em inglês que oferecem listas de reprodução de vídeos cujo objetivo é contrapor a “lavagem cerebral” do grupo extremista. Entre os vídeos, estão:
•clips com depoimentos de ex-combatentes
•declarações de líderes religiosos muçulmanos que denunciam a leitura radical do EI sobre o Islã
•imagens gravadas às escondidas dentro do califado do grupo no norte da Síria e no Iraque e que mostram uma visão pouco romantizada de como se vive em lugares controlados pelo EI.
“A ideia surgiu quando observamos que há uma grande demanda de material na Internet sobre o EI, mas também há muitas vozes importantes que condenam esse discurso”, explica Yasmin Green, chefe de pesquisa e desenvolvimento de Jigsaw, na revista americana Wired.
Escolha dos vídeos
O projeto é desenvolvido pela incubadora do Google junto com duas empresas: a britânica Moonshot CVE e a libanesa Quantum Communications.

Essas duas companhias foram responsáveis por criar listas de reprodução de vídeos no YouTube em árabe e em inglês.
Coube à Jigsaw, no entanto, escolher mais de 1,7 mil palavras-chave para gerar anúncios que redirecionam os usuários a vídeos anti-EI.
A equipe por trás do projeto também tomou cuidado ao escolher os títulos desses anúncios. Em vez de mensagens explicitamente agressivas, o Jigsaw optou por frases como “O EI é legítimo?” ou “Você quer se unir ao EI?” para chamar a atenção dos usuários.
Mas buscar informação sobre o EI ou ver algum dos vídeos de propaganda do grupo não implica em querer se filiar ao grupo.
Yasmine Green assegurou que o Redirect Method não busca rastrear ou identificar os usuários que fazem buscas, mas conscientizá-los.
“Podemos fazer a diferença em relação à filiação dos estrangeiros ao EI dando-lhes mais informação”, explicou.
Gestado dentro do Jigsaw, uma espécie de think thank do Google até recentemente conhecido como Google Ideas (Google Ideias), o projeto existe há um ano e foi batizado de Redirect Method (método de redirecionamento, em tradução livre).
Usando uma combinação de algoritmos do Google e a plataforma de vídeo YouTube, o Redirect Method disponibiliza anúncios customizados juntamente com resultados obtidos ao buscar palavras-chave e frases que, segundo o Jigsaw, refletem interesse pelo EI.
Esses anúncios redirecionam os usuários a canais do YouTube em árabe e em inglês que oferecem listas de reprodução de vídeos cujo objetivo é contrapor a “lavagem cerebral” do grupo extremista. Entre os vídeos, estão:
•clips com depoimentos de ex-combatentes
•declarações de líderes religiosos muçulmanos que denunciam a leitura radical do EI sobre o Islã
•imagens gravadas às escondidas dentro do califado do grupo no norte da Síria e no Iraque e que mostram uma visão pouco romantizada de como se vive em lugares controlados pelo EI.
“A ideia surgiu quando observamos que há uma grande demanda de material na Internet sobre o EI, mas também há muitas vozes importantes que condenam esse discurso”, explica Yasmin Green, chefe de pesquisa e desenvolvimento de Jigsaw, na revista americana Wired.
Escolha dos vídeos
O projeto é desenvolvido pela incubadora do Google junto com duas empresas: a britânica Moonshot CVE e a libanesa Quantum Communications.

Essas duas companhias foram responsáveis por criar listas de reprodução de vídeos no YouTube em árabe e em inglês.
Coube à Jigsaw, no entanto, escolher mais de 1,7 mil palavras-chave para gerar anúncios que redirecionam os usuários a vídeos anti-EI.
A equipe por trás do projeto também tomou cuidado ao escolher os títulos desses anúncios. Em vez de mensagens explicitamente agressivas, o Jigsaw optou por frases como “O EI é legítimo?” ou “Você quer se unir ao EI?” para chamar a atenção dos usuários.
Mas buscar informação sobre o EI ou ver algum dos vídeos de propaganda do grupo não implica em querer se filiar ao grupo.
Yasmine Green assegurou que o Redirect Method não busca rastrear ou identificar os usuários que fazem buscas, mas conscientizá-los.
“Podemos fazer a diferença em relação à filiação dos estrangeiros ao EI dando-lhes mais informação”, explicou.
Fonte: Último Segundo/Mundo/BBC BRASIL


Tags: , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email