Premiê confirma ao menos duas mortes após tsunami e terremotos na Nova Zelândia

Premiê confirma ao menos duas mortes após tsunami e terremotos na Nova Zelândia

Premiê confirma ao menos duas mortes após tsunami e terremotos na Nova Zelândia

Após terremoto de magnitude 7,8, onda gigante atingiu o nordeste da ilha; Ministério da Defesa Civil pede que a população evite regiões costeiras

Um tsunami de dois metros de altura atingiu a Ilha do Sul da Nova Zelândia, neste domigo (13), após um forte terremoto de magnitude 7,8 na escala Ritcher ser sentido no local. De acordo com o primeiro-ministro do país, John Key, ao menos duas mortes já foram confirmadas até o momento.
O ministro da Defesa Civil, Gerry Brownlee, também confirmou que os incidentes deste domingo deixaram mortos, mas não soube precisar quantas pessoas morreram. A imprensa local divulgou informações de que um indivíduo faleceu em Kaikoura e outro teria morrido vítima de um infarto talvez causado pelo susto com o tremor.
Uma série de tremores secundários foram registrados em todo o país, alguns com magnitude 6,1. As informações são da agência EFE.
O Ministério da Defesa Civil e Gestão de Desastres neozelandês em sua conta no Twitter informou o tsunami em sua conta oficial no Twitter. “Ocorreu um tsunami, a primeira onda chegou à costa nordeste da Ilha do Sul”, publicaram. A Defesa Civil do país também alertou para que todos os moradores do litoral evitem ir a praiais ou ficarem perto da costa do país.
De acordo com a agência de notícias Reuters, o terremoto – que foi inicialmente divulgado como de 7,4 graus – aconteceu a 91 quilômetros ao nordeste da cidade de Christchurch, às 9h no horário de Brasília.

Antes da onda ser anunciada, a Defesa Civil da Nova Zelândia havia emitido um alerta, aconselhando moradores na costa leste de South Island a buscar abrigo em áreas mais altas.
Em sua conta no Twitter, o Ministério aconselhou aos que não puderem se deslocar para longe do litoral que subam nos andares mais altos dos edifícios ou inclusive em árvores.
A sismologista Anna Kaiser, do GNS Science, disse, no final da manhã deste domingo, que um sinal de onda de até um metro havia sido registrado na região de North Canterbury, em South Island
“A casa inteira sacudiu como se fosse uma cobra, alguns objetos espatifaram-se no chão e a eletricidade foi cortada”, disse uma moradora de Takaka, em South Island, em entrevista a uma rádio local.
O forte terremoto foi sentido em boa parte do país. Milhares de pessoas foram evacuadas do centro de Wellington, capital da Nova Zelândia, por causa do alerta de tsunami no país. Uma série de tremores secundários foram registrados em todo o país, alguns com magnitude 6,1.
Outros casos no país
Em fevereiro deste ano, um terremoto de 5,8 graus na escala Richter atingiu a Ilha Sul da Nova Zelândia, sem que haja registro de vítimas ou danos materiais.
O epicentro situou-se a 17 quilômetros da cidade de Christchurch, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, que mede a atividade sísmica em todo o mundo e que indicou que o abalo não motivou uma emissão de alerta de tsunami. A Ilha Sul sofreu um terremoto devastador em 2011, de intensidade 6,3, que causou a morte de cerca de 200 pessoas.
Fonte: Último Segundo/Mundo/Ig. São Paulo


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email