Suspeito de matar sobrinha-neta de Sarney é preso no Maranhão

Suspeito de matar sobrinha-neta de Sarney é preso no Maranhão

Suspeito de matar sobrinha-neta de Sarney é preso no Maranhão

Segundo laudo médico, vítima morreu asfixiada por um travesseiro, depois de ter sido estrangulada; Lucas Porto, que foi detido, é cunhado de Mariana

Principal suspeito de assassinar a sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney (PMDB), o empresário Lucas Leite Porto, cunhado da vítima, foi detido nesta segunda-feira (14), em São Luís, no Maranhão.

Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto, 33 anos, foi encontrada morta no último domingo (13) em seu apartamento, no Maranhão. O corpo, de acordo com a polícia, foi encontrado pelas filhas de Mariana, duas crianças de 11 e nove anos.
De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o cunhado da vítima teria levado Mariana e as duas filhas para casa depois de um culto. Em uma foto publicada no Instagram de Lucas, ele e Mariana aparecem ao lado das duas filhas da vítima e de outros familiares. A foto foi tirada no dia do crime.
De acordo com a assessoria da Polícia Civil do Maranhão, as câmeras de segurança mostram o suspeito no hall de entrada depois de ter saído do apartamento da vítima. Ele faz uma ligação e, mais tarde, aparece no mesmo local, com outras roupas.

A vítima foi encontrada com sinais de asfixia. Segundo o laudo, ela morreu asfixiada por um travesseiro, depois de ter sido estrangulada. De acordo com a polícia, Lucas Leite Porto tinha marcas de arranhões pelo corpo e no rosto.
Lucas prestou declarações na polícia e foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Segundo a polícia, o empresário teria apagado todo registro de ligações do celular, o que aumenta as suspeitas sobre ele.
O advogado de Lucas nega as acusações e a polícia investiga o que pode ter motivado o crime.
Corpo é sepultado
O corpo de Mariana Costa, filha do ex-deputado estadual Sarney Neto, foi sepultado por volta das 17h30h desta segunda-feira (14), no cemitério Parque da Saudade, em São Luís. O enterro foi acompanhado por parentes e amigos da vítima e da família.

A polícia diz ainda que, depois de ter sido encontrada, Mariana chegou a ser socorrida e levada para um hospital, na noite do último domingo, mas não resistiu à asfixia e sua morte foi confirmada. As filhas da vítima estão com o pai, Marcos Renato, empresário do ramo de laticínios no Maranhão.
Fonte: Último Segundo/Brasil/Ig. São Paulo


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email