Ministro da Justiça oferece Força Nacional para operação na Cidade de Deus

Ministro da Justiça oferece Força Nacional para operação na Cidade de Deus

Ministro da Justiça oferece Força Nacional para operação na Cidade de Deus

Alexandre de Moraes ofereceu apoio à Secretaria de Segurança Pública do Rio em operação realizada na comunidade da zona oeste da cidade


O Ministério da Justiça divulgou, neste domingo (20), uma nota em que o ministro, Alexandre de Moraes, oferece apoio à Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro na operação que está sendo realizada na Cidade de Deus. O comunicado informa que Moraes ofereceu o aparato da Força Nacional de Segurança que está no Rio para contribuir com as ações que estão sendo realizadas na comunidade.

“O ministro Alexandre de Moraes está acompanhando os fatos ocorridos no Rio de Janeiro e desde ontem vem mantendo contato direto e constante com o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro”, diz a nota. “Por oportuno, o ministro também colocou à disposição do governo local o efetivo da Força Nacional que está na cidade para prestar apoio na segurança pública da Cidade de Deus”.
Queda de helicóptero
A Cidade de Deus, comunidade na zona oeste do Rio, passa por grande operação policial desde o início da manhã deste domingo (20). Moradores da região relatam tiroteios e viram pelo menos três helicópteros sobrevoando o local. A ação acontece após a queda de outro helicóptero da Polícia Militar, durante operação na comunidade no início da noite de sábado (19).
Segundo o jornal “O Dia”, a operação tem a participação de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do 31º Batalhão da Polícia Militar (BPM) (Barra da Tijuca), do 18º BPM (Pechincha), militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de Cidade de Deus e agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil (CORE). Ao jornal, o secretário de Segurança do Estado, Roberto Sá, afirmou que os policiais trabalham em conjunto para capturar traficantes que participaram do tiroteio.
Em nota, a PM confirmou a queda da aeronave e a morte dos quatro tripulantes. Ainda não há confirmação do motivo da queda. A perícia pretende saber se houve pane ou se a aeronave foi abatida por disparos de traficantes da região. Em sua página no Facebook, a PM lamentou a morte dos militares e informou que o comando da corporação vai prestar todo o apoio às famílias.

Fonte: Último Segundo/Brasil/EBC Agência Brasil


Tags: , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email