Morre adolescente que vivia dentro de uma bacia por causa de doença misteriosa

Morre adolescente que vivia dentro de uma bacia por causa de doença misteriosa

Morre adolescente que vivia dentro de uma bacia por causa de doença misteriosa

Morreu aos 19 anos Rahma Haruna, garota que sofria com doença misteriosa que impedia o crescimento de seus braços e pernas e provocava dores fortes

Morreu no último domingo (25) a adolescente nigeriana que vivia em uma bacia por causa de uma condição médica misteriosa. A doença fez com que o corpo de Rahma Haruna parasse de crescer quando ela era um bebê, apesar de sua cabeça ter o tamanho normal para uma garota de 19 anos.

De acordo com a mãe de Rahma, a menina se desenvolveu dentro do esperado até os seis meses, quando aprendeu a sentar. Depois disso, não aprendeu a engatinhar e foi nessa época que a doença começou a se manifestar. Primeiro, ela teve febre alta, em seguida, dores no estômago e nos membros superiores e inferiores, que ela foi incapaz de usar por causa dos sintomas incômodos.

Ao “The Mirror”, a família de Rahma conta que fez o melhor que podia para garantir que a garota tivesse uma vida feliz, apesar da doença. Ela era colocada dentro de uma bacia, onde tinha suporte para manter a cabeça erguida, e seus pais e irmão a levavam para passear pelo vilarejo onde viviam.

Rahma era particularmente próxima de seu irmão Fahad, nove anos mais novo que ela. Era ele quem a levava para passear com maior frequência. Juntos, frequentavam a casa de parentes já que a adolescente ficava feliz por visitá-los.
A condição da nigeriana ganhou notoriedade depois que um fotógrafo capturou o momento em que seu irmão a carregava. Depois da publicação desta imagem, muitos se mobilizaram e a menina até ganhou uma cadeira de rodas por doação, facilitando o transporte.

Mesmo assim, não foi o suficiente para despertar interesse da comunidade científica a fim de encontrar um diagnóstico. Apesar de a família de Rahma ter procurado diferentes médicos e especialistas, nenhum foi capaz de identificar a causa da doença.  Alguns disseram que a condição era decorrente da garota ter sido ‘amaldiçoada’ por um “jinn”, um ser sobrenatural da mitologia islâmica.
Apesar da doença, a adolescente disse ao tabloide britânico que era feliz e tinha sonhos. Ela gostaria de ter aberto um comércio, um dia. “Eu quero começar um negócio. Um mercado com tudo que as pessoas compram, é isso que eu quero”, disse alguns meses antes de falecer.
Fonte: Último Segundo/Mundo/Ig. São Paulo


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email